Thursday, December 31, 2009

Bom Ano 2009




Ken Shimizu | AFP



«Com dia teço a noite,
Com noite escrevo o dia...
Ó Universo, eu sou-te!»
(Sombra de luz na bruma fria,
Que é este archote?
Que mão o tem e o guia?)
«Não me chamo o meu nome...
Sou de ti, mundo-não,
Ser mente em ti eu sou-me!»
(De quem esta voz-clarão?
D’O que tem por cognome
O ser da imensidão)



Fernando Pessoa, Com Dia teço a Noite
08.02.1913



In Poesia 1902-1917, Assírio & Alvim, ed. Manuela Parreira da Silva, Ana Maria Freitas, Madalena Dine, 2005

 


O tempo é de alegria, mas a brisa traz-me melancolia. Parti em busca de Fernando Pessoa, e da literatura arturiana, desta vez na voz tão 'céltica' apesar de canadense, de Loreena Mckennit, no magnífico poema Lady of Shalott.

Bom Ano para os que me apoiam com seu carinho!
Possa 2010 trazer mais igualdade para todos, num inadiado direito à universalidade!


Miosótis (pseudónimo)´

fragmentos da noite com flores
31.12.2009


Copyright ©2009-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®

Licença Creative Commons


Tuesday, December 22, 2009

Noite de Paz




Conselho de Arcanjos
Bulgária - séc. XIV



Pelas aves que voam no olhar de uma criança,
Pela limpeza do vento, pelos actos de pureza, 
Pela alegria, pelo vinho, pela música, pela dança,
Pela branda melodia do rumor dos regatos,
Pelo fulgor do estio, pelo azul do claro dia, 
Pelas flores que esmaltam os campos, pelo sossego, 
dos pastos. 
Pela exactidão das rosas, pela Sabedoria, 
Pelas pérolas que gotejam dos olhos dos amantes, 
Pelos prodígios que são verdadeiros nos sonhos, 
Pelo amor, pela liberdade, pelas coisas radiantes,
Pelos aromas maduros de suaves outonos, 
Pela futura manhã dos grandes transparentes, 
Pelas entranhas maternas e fecundas da terra,
Pelas lágrimas das mães a quem nuvens sangrentas
Arrebatam os filhos para a torpeza da guerra,
Eu te conjuro ó paz, eu te invoco ó benigna, 
Ó Santa, ó talismã contra a indústria feroz,
Com tuas mãos que abatem as bandeiras da ira,
Com o teu esconjuro da bomba e do algoz, 
Abre as portas da História,
deixa passar a Vida!

Natália Correia, Ode à Paz
O Sol nas Noites e o Luar nos Dias, II
ProJornal, 1993


Votos de Sereno Natal!


 Miosótis (pseudónimo)

fragmentos da noite com flores, Kate Melua, Have yourself a merry little Chrstimas

22.12.2009

Copyright ©2010-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®


Thursday, December 17, 2009

Em noite de ventania!





AFP/DDP/Sascha Schuermann

A noite apresenta-se fria, o vento passeia-se agressivo em volta da janela, como prenúncio de um madrugada tempestuosa.


Olhando as luzes trémulas, melancólicas, dispostas em cascata, cerro a persiana, preparo-me para adormecer, sobressaltada pelo vai-e-vem insistente das rajadas inquietas que não desistem de atormentar minha janela.

Prepara-se um despertar constante e sobressaltado, vezes sem conta! O silêncio que tanto aprecio fez-se ausente e uma  cacafónica melopeia põe-se num recanto da minha cidade.

Abro um livro, sempre por perto, e meu olhar indeciso percorre algumas linhas da leitura que escolhi para  puxar o aconchego do sono.
 
Um dia do mês de Dezembro já próximo do Natal...

Haruki Murakami, A Sul da Fronteira, a Oeste do Sol
Casa da Letras, Março 2009, 1ª edição

Os olhos vão-se semicerrando.  Percorro jardins de infância de ternos aconchegos. Aspiro profundamente a brisa dos afectos aromatizados na preparação das noites de Natal, lá em casa.

Desligo o portátil, aconchego-me, oiço Caetano e adormeço.

Boa noite!

Miosótis (pseudónimo)

fragmentos da noite com flores
16.12.09


Copyright ©2010-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®
Licença Creative Commons




Saturday, December 05, 2009

A luz do sol entra pela floresta




Fotolog JQuental


E porque tenho andado em volta de Pessoa, fujo ao inverno tormentoso que me persegue, num dia-a-dia soturno, brumoso, pardacento.


Crio então em mim um cenário imaginário e aí busco refúgio na beleza do instante!


Os singelos pequenos nadas que fazem dos nossos sentidos uma plêiade de fragrâncias, luminosidades coruscantes, serenas paisagens.


A luz do sol entra pela floresta,
Uma sombra de vento passa e esquece
E o filósofo mudo a encosta desce
Do ensombrado monte
Ora a luz toca-o, como a uma fonte
Ora a folhagem fecha o horizonte


Paz que há nos campos soergue a folha verde
Comoção imprecisa que se perde
E não teve razão,
Como vós a angústia se ergue em medos
E falece no peito o coração

Fernando Pessoa, A luz do sol entra pela floresta
In Poesia 1931-1935 e não datada , Assírio & Alvim, ed. Manuela Parreira da Silva, Ana Maria Freitas, Madalena Dine, 2006 Casa Fernando Pessoa



Miosótis (pseudónimo)

fragmentos da noite
Norah Jones, My Blueberry Nights
 
05.12.09

Copyright ©2010-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®
Licença Creative Commons

Tuesday, December 01, 2009

Fragmentos em silêncio




Align Center
www.digitalphoto.pl

Sombra de névoa tênue e esvaecida,
E que o destino amargo, triste e forte,
Impele brutalmente para a morte!
Alma de luto sempre incompreendida!...

Florbela Espanca, Eu


Mulher denunciou maus-tratos e foi abatida a tiro de caçadeira dentro de uma ambulância.
JN

... poucos dias após o Dia Internacional para a Eliminação de Todas as Formas de Violência Contra as Mulheres...

A visitar
Violência Zero


Miosótis (pseudónimo)


fragmentos da noite, uma flor para Maria Manuela, 35 anos.

30.11.2009


 Copyright ©2009-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com

Friday, November 20, 2009

Isabel Allende



Na minha ronda por espaços de múltiplas vertentes culturais, deparei-me com este vídeo de Isabel Allende, Tales of Passion. 


Surpreendeu-me! Pelo humor, pela ternura, pela sensibilidade humanista, pela visão realista feminina do mundo em que vivemos.

A visão de uma mulher que tem um percurso de vida bem difícil, e mesmo assim, acaba por sorrir de si própria
...





Isabel Allende faz parte da minha paisagem literária, embora não tenha lido nada seu, ultimamente.

Lembro que o livro que mais me marcou, em determinado momento de vida, foi a "Casa dos Espíritos". 

Um épico magnífico! A saga de uma família que se estende por três gerações. Os amores, ambições, relações, buscas espirituais, uma história que dá a conhecer a realidade do seu país, numa determinada época.


Penso que quase toda a gente leu este livro, se é apreciador da escritora. E quase todos viram o filme, adaptado por Billie August.

Não sei se foi o primeiro que li de sua autoria, li mais alguns. Mas foi certamente o que me deixou mais referências.




Depois desta entrevista, descobri a fundação que tem o seu nome Fundación Isabel AllendeIsabel Allende dedica-a a sua filha Paula, presente também no seu último livro, "A Soma dos Dias" que julgo ser, depois de lidas algumas impressões da própria autora, o mais autobiográfico de todos, até à data.

"We only have what we give", ficou-me no pensamento...

Miosótis (pseudónimo)

fragmentos de vida(s), em noite de bramosos silêncios. Impossível lamuriar-me depois de ouvir Isabel!

22.11.2009

Copyright ©2009-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®

Licença Creative Commons

Créditos: video TEDTalks

Monday, November 09, 2009

New York I love you





New York I love you
Depois de várias semanas de grandes afazeres, pude finalmente virar-me um pouco para as coisas que me dão prazer sob ângulo mais intimista.

Voltei aos livros, à música, ao cinema. Vários filmes em cartaz! Mas decidi-me por este! Não tinha tido tempo de ler nada sobre o assunto, nem sequer de olhar algum trailer que pudesse circular por aí.

Precisava apenas de uma história calma, bem contada, se possível com boas interpretações, belo ambiente e uma apelativa banda sonora.

New York I love... comprei um perfume com este nome, em passagem por um aeroporto europeu, há um mês! Não fazia a mínima ideia que se tratava de um lançamento que tinha ligação com o filme do mesmo nome! Constatei isso, na parte do genérico final! Discreta fragrância!

Pouquíssimas pessoas permaneciam ainda na sala quando correu o extenso mas elucidativo genérico!


Detesto sair a correr depois de uma sessão de cinema! Afinal, é para fugir do stresse diário, que sempre que posso, em final de tarde de fim-de-semana, me instalo tranquilamente frente a um grande ecrã com som digital.

Bom, mas escrevia eu, que este título me fazia lembrar outros filmes, realizados por diferentes autores sobre determinada temática. O que dá uma visão pluralista sempre muito interessante!



Só depois me apercebi que o filme New York, I Love You, é dos mesmos produtores deParis, Je t’aime! Não vi, não posso comparar.

Alguns actores me convenceram nesta escolha! John Hurt, Ethan Hawke, Kevin Bacon, Andy Garcia, Robin Wright Penn, Julie Christie, actriz de reconhecida carreira e excelentes interpretações.


New York I love you
Pode ler-se na sinopse: Na cidade que nunca dorme, o amor está sempre no ar. Essas paixões ganham vida nesta colaboração entre alguns dos mais imaginativos realizadores da actualidade e um elenco fora de série. Juntos criam uma espiral de relações humanas espontâneas, surpreendentes e electrizantes, acelerando o ritmo da cidade.

De Tribeca a Brooklin passando pelo Central Park
, New York, I Love You tece uma história de amor tão diversificada quanto a própria malha de Nova Iorque.





Uma antologia constituída por vários contos de amor, cada um apresentado por um realizador diferente e protagonizados por grandes actores, situada numa das mais amadas e admiradas cidades do mundo.


cinemasapo.pt
São doze olhares sobre o amor, numa cidade como Nova Iorque, de imensos e diversificados recantos, que nos fazem pensar (e por vezes sorrir) nas relações entre as pessoas, quer a nível da relação amorosa, quer a nível social, através do modo como circulam entre os desconhecidos com quem se cruzam nas ruas. Não saí descontente!


Cloris Leachman & Eli Wallach
New York I love you
http://www.google.pt/images


Uma das histórias mais comoventes e ao mesmo tempo cheia de humor, interpretada por dois grandes actores de outros tempos, Cloris Leachman e Eli Wallach. Para ver o vídeo aqui


Uma vastíssima banda sonora que vai da música erudita à música pop. Muito boa, mesmo!!


Homenagem final a Anthony Minghella, o excelente realizador desaparecido pouco antes do início das filmagens.


Adorable, poigant, absorbing, and some of the finest ensemble acting in a long time.


Jeffrey Lyons, KNBC


Miosótis (pseudónimo)


fragmentos da noite com flores, em tempo de outono brumoso, chuva, melancolia.


10.11.2009

Copyright ©2009-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®
Licença Creative Commons



Thursday, October 29, 2009

Outubro Rosa




AFP/Keystone/File/Edi Engeler 2009
http://news.yahoo.com/photos


Tem-me sido muito difícil voltar a fragmentos, mas não posso deixar passar Outubro! Aqui expresso meu sentir em relação a uma causa que sempre me moverá! Outubro Rosa - Mês Internacional da Saúde Mamária!

Em todo o mundo decorreram acções para apoiar tão nobre causa!


Vida que às costas me levas
porque não dás um corpo às tuas trevas?

Porque não dás um som àquela voz
que quer rasgar o teu silêncio em nós?

Porque não dás à pálpebra que pede
aquele olhar que em ti se perde?

Porque não dás vestidos à nudez
que só tu vês?

Natália Correia, Mãos feridas na porta de um silêncio
Poesia Completa, Publicações Dom Quixote, 1999


Miosótis (pseudónimo)

29.10.2009

fragmentos da noite, num silencioso abraço, eterno, a um ser lindo que tanto sofreu.

Copyright ©2009-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®



Justify Full

Thursday, October 01, 2009

Dia Mundial da Música 2009





Die Musik
Gustav Klimt 1895


"O fim da arte inferior é agradar, o fim da arte média é elevar, o fim da arte superior é libertar. (...) Há as artes cujo fim é influenciar, que são a música, a literatura e a filosofia."

Fernando Pessoa, Estética e Escritos Íntimos







Miosótis (pseudónimo)

fragmentos da tarde com música de
Claude Ravel, Pavane for Dead Princess

01.10.2009


Copyright ©2009-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®



Tuesday, September 15, 2009

A magia do cinema...




Dirty Dance

http://www.imdb.com





Esta noite, fragmentos de tristeza ! Patrick Swayze morreu aos 57 anos, depois de uma luta corajosa para tentar vencer uma forma rara de cancro.

Mas, não quero falar do sofrimento! Quero falar da beleza, da magia das imagens, do cinema, da música, dos filmes que protagonizou com muito sucesso!

Relembrar Patrick Swayze em Ghost ou em Dirty Dance é o maior tributo!

Ele viverá para sempre nessas personagens que a tantos de nós fizeram sorrir, chorar. Filmes inolvidáveis!

O amor terno e eterno em
Ghost neste filme, ao som de Unchained Melody...





Ou então a alegria esfuziante do exímio bailarino em Dirty Dance a ver aqui


Filmes que farão sempre parte de nós, da nossa memória poética, pelos afectos que deixaram em nós!


O cinema é a arte que mantém o sonho como por magia! Para sempre!



Miosótis (pseudónimo)

fragmentos da noite com flores, homenagem a Patrick Swayze

14.09.2009



Copyright ©2009-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®
Licença Creative Commons

Friday, September 11, 2009

Falareis de nós...




AP 2009 |Chang W. Lee, Pool
http://news.yahoo.com/photos



Falareis de nós como de um sonho.
Crepúsculo dourado. Frases calmas.

Gestos vagarosos. Música suave.

Pensamento arguto. Subtis sorrisos.

Paisagens deslizando na distância.

Éramos livres. Falávamos, sabíamos,

e amávamos serena e docemente. (
...)

Jorge de Sena, Ode ao Futuro


Miosótis (pseudónimo)

fragmentos com flores em memória de todos os que pereceram...

11.09.2009

Copyright ©2010-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®


Wednesday, August 26, 2009

Os últimos Kennedy




Edward Kennedy
AFP/File/Mandel Ngan 2007


A morte do senador americano Edward 'Ted' Kennedy, vítima de um tumor cerebral aos 77 anos, encerra uma saga que dominou a política dos Estados Unidos desde os anos 60.

'Teddy' foi o único dos irmãos homens do clã Kennedy que não morreu violentamente. O irmão mais velho, Joseph, piloto, morreu durante a Segunda Guerra Mundial num acidente aéreo.



fonte: Sapo/AFP


John, Robert e Edward Kennedy 1960
REUTERS | John F. Kennedy Presidential Library |Handout

Poucos dias antes, morrera a grande impulsionadora do desenvolvimento intelectual e físico de pessoas com deficiência. Sua irmã Eunice Kennedy Shriver. A ela se deve a realização dos Jogos Paraolímpicos. 




Eunice Kennedy Shriver

“There is no joy like the joy of unleashing the human spirit. There is no laughter like the laughter of those who are happy with others. There is no purpose more noble than to build communities of acceptance for all. This is our glory.”

Eunice Kennedy Shriver




AP Photo |  Jennifer Szymaszek


(...)
Imagine no possessions
I wonder if you can
No need for greed or hunger
A brotherhood of man
Imagine all the people
Sharing all the world
You may say I dreamer...
(...)

John Lennon, Imagine

Miosótis (pseudónimo)

fragmentos da noite com flores em homenagem a uma geração de sonhadores

26.08.2009
Copyright ©2009-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®

Licença Creative Commons

Saturday, August 01, 2009

Tempo de outras paisagens






Anything (But), personal work
Ilustração: Sabine Pieper
http://sabinepieper.com/


"Só no mar, debaixo da água salgada se encontra um silêncio que tudo absorve, uma paz que não existe mais em parte alguma."

Pedro Paixão, Os corações também se gastam,
Prime Book, 2005


... tempo de outras paisagens, outros cenários, tempo de pausa.

Miosótis
 (pseudónimo)


fragmentos da noite com flores,
Sigur Ròs
Njosnavelin (acoustic live in Paris)

09.08.2009

Copyright ©2009-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®



Sunday, July 26, 2009

... na beleza do silêncio!


AP Photo/Manish Swarup



AFP/Rizwan Tabassum



AP Photo/Bikas Das 
http://news.yahoo.com/photos


Há civilizações ricas de sentires que não se apagam... apesar do peso da globalização! Grandes na sua simplicidade preservada ao longo dos tempos.

Venero os rituais sagrados de seres que se identificam profundamente com o Universo, actos de fé de uma serenidade intocável!

"Lead me from the unreal to the Real.
Lead me from darkness to Light.
Lead me from death to Immortality "

The Upanishad



Miosótis (pseudónimo)

26.07.2009

fragmentos da noite, a propósito do fervor desta mulher Hindu que oferece preces ao deus Sol, nas margens do Ganges, durante o eclipse solar visível em alguns países da Ásia.

Em nota: Log de agradecimento a Vasco Matos do Reloed que amistosamente me ofereceu o "Prémio Lemniscata", cujo significado pode ser visto aqui

Agradeço, pedindo compreensão para o facto de só agora fazer esta divulgação que muito me sensibilizou.


Copyright ©2009-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®

Licença Creative Commons


Wednesday, July 15, 2009

Nada há sem poesia!



Summer | Sergey Alexey (1925)


És homem ou mulher?
[...] É
a rosa nem branca nem vermelha, a rosa pálida,
vestida com a substância da terra:
a que toma a cor dos olhos de quem a fixa, por
acaso, e ela agarra, como se tivesse
mãos abstractas por dentro das suas folhas. [...]

Nuno Júdice, Arte Poética


Descreve-te:
Apenas
uma coisa inteiramente transparente:
o céu, e por baixo dele a linha obscura do horizonte
nos teus olhos, que pude ver ainda
através de pálpebras semicerradas, pestanas húmidas
da geada matinal, uma névoa de palavras murmuradas [...]
Nuno Júdice, Um Rosto


O que as pessoas acham de ti:

Nunca são as coisas mais simples que aparecem
quando as esperamos. O que é mais simples,
como o amor, ou o mais evidente dos sorrisos, não se
encontra no curso previsível da vida.
[...]

Nuno Júdice, Nunca são as coisas mais simples

Como descreves teu último relacionamento?

[...]
O perfil cinzento da montanha,
para norte, e a linha azul do mar, a sul,
dão-lhe a moldura cujo centro se esvazia
quando, ao dizer o teu nome, a realidade do
som apaga a ilusão de um rosto.

Nuno Júdice, Elegia

Descreve o momento actual de tua relação:

[...]
Podíamos saber um pouco mais
do amor. Mas não seria isso que nos faria deixar
de amar ao saber exactamente o que é o amor, ou
amar mais ainda ao descobrir que, mesmo assim, nada
sabemos do amor.
Nuno Júdice, Princípios

Onde querias estar agora?

[...]
Vê de longe
a vida.
Nunca a interrogues.
Ela nada pode
Dizer-te. A resposta
Está além dos deuses.
Mas serenamente
Imita o Olimpo
No teu coração.
Os deuses são deuses
Porque não se pensam.


Nuno Júdice, Segue teu Destino


O que pensas a respeito do amor?

Lábios
que encontram outros lábios
num meio de caminho, como peregrinos
interrompendo a devoção,
[...]
que silêncio os entontece quando
de súbito se tocam e, cegos ainda,
procuram a saída que o olhar esquece
num murmúrio de vagos segredos? [...]

Nuno Júdice, Soneto

O que é a tua vida:

Segue o teu destino,
Rega as tuas plantas,
Ama as tuas rosas.
O resto é a sombra
De árvores alheias.
A realidade
Sempre é mais ou menos
Do que nós queremos.
Só nós somos sempre
Iguais a nós-próprios.
[...]
Nuno Júdice, Segue o teu Destino

O que pedirias se pudesses ter só um desejo?

Confias no incerto amanhã? Entregas às sombras do acaso a resposta inadiável?[...]
Então, por que esperas para sair ao encontro da vida, do sopro quente da primavera, das margens visíveis do humano?
[...]
Nuno Júdice, Carpe Diem


Em jeito de glosa: Em tempos, aArtmus pediu-me que aceitasse este desafio! Um 'meme'!
Nuno Júdice é um dos 'meus' poetas e portanto não foi difícil partir para a escolha de excertos que se pudessem enquadrar nos itens 'pré-definidos'!
Gostaria que lessem este 'meme' apenas como um exercício poético, nada mais! 

Espero que ele seja do agrado de 'Mateso'
E sabendo quanto aprecia a música erudita, aqui deixo o acompanhamento que sinto apropriado a este exercício de vida. Poesia em tonalidades dedilhadas ao piano.


A Mateso, agradeço sensibilizada a sua fidelidade a 'fragmentos da noite com flores'!

Miosótis (pseudónimo)

 
15.07.2009

Copyright ©2009-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®


Licença Creative Commons

Referência:


* Nuno Júdice, obra, Dom Quixote Editores