Sunday, April 09, 2006

Flores de pessegueiro




Fotografia: Karen Bleier|AFP

http://news.yahoo.com/photos


(...)
Se o vento da primavera

ignora o sentir de um coração

porque sopra para mim as pétalas da flor.


Wang Wei
, Poemas, Instituto Cultural de Macau, 1993


Miosotis (pseudónimo)

fragmentos da noite com aromas de flores de pessegueiro

08.04.2006

Copyright ©2006-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®

23 comments:

JL said...

Primavera: Flores e vida. E a vida em flor!

Boa semana

miosotis said...

Muito sensibilizada, Jl!
bjs

Paulo said...

Achei linda a foto das flores.
Muito bonita mesmo!
Assim como suas palavras.
Felicidades
bj

Laços... said...

Olá minha querida, passei para agradecer a tua visita e dizer que gostei dos cheiros do teu jardim! Beijos e boa semana.

Bitchoman said...

Gosto de pêssego...bjnhos

BlueShell said...

Lindas--as flores, as palavras...fica a gente aqui ...a pensar!
Com um beijo AZUL-GAIVOTA-FELIZ
BlueShell``º``º``º``º``º``º``º``º``º``º``º``º``º

miosotis said...

Paulo,mt sensibilizada com o seu olhar, de novo, em meu sítio de sentires!

Votos q tudo esteja a correr pelo melhor, em sua vida!

Volte sempre!

bjs

miosotis said...

'Laços', sensiblizada pelo olhar deixado em meu sítio!

Ñ sei se é um jardim, mas é a expressão de alguns sentires de uma alma em constante mutação...

bjs em cor de miosotis

miosotis said...

'Bitchoman', tb gosto mt do fruto e de seu aroma! Sensibilizada!

bjs

miosotis said...

BluShell, gosto de aroma de azul... é oceano... é infinito...

Bjs em cor de miosotis [azuis]

Carlos said...

o que publico é de quem lê ... é Teu

Nelita said...

k bom passar aki de manha e sentir este cheirinho...
k bom...
beijinho cheiroso em ti

Anonymous said...

"Sê paciente; espera
que a palavra amadureça
e se desprenda como um fruto
ao passar o vento que a mereça."

Eugénio de Andrade

Saudações com muito de mim...

Tacitus said...

Três frases que de forma sublime constroem um aromático poema...num blog com uma fragrância elegantemente fresca e salutar...boa semana e espero, virtualmente, ver-te mais vezes a sorrir, sempre que passas algures no escuro...um beijo fresco como a foto que aqui colocaste ;)

miosotis said...

Mt sensibilizada, Carlos!
Tem para mim um valor 'especial'...

miosotis said...

Nelita, q bom sentir q gostas dos aromas q vou espalhando por aqui!!

Mt obrigada!

bj em cor de miosotis

miosotis said...

'Anónimo' sensiblizada, como sp, pelos v.v. de Eugénio de Andrade deixados!

Senti o aroma...

saudações sp com mt de mim

miosotis said...

Tacitus, aroma fresco a esta hora da manhã!!

Poesia q aprecio profundamente pq transmite quão singela é a vida!

E a(s) fragrância(s) vai/vão de cada um...

bjs em cor de miosostis

JL said...

Sobre flores, escrevi assim há tempos:

Plantei duas acácias em teu peito
Esperando que florissem no teu seio,
Na tua boca pus um amor-perfeito
Querendo que o dissesses por anseio.

Begónias e camélias no teu leito
Floriram às centenas. Num enleio
Te acolho em cravo branco de meu preito,
Curvando meu olhar no teu rodeio.

Quis que nesse bouquet - mais que jasmim -
Florissem margaridas, cravos brancos,
Rosas de mil cores, cravos vermelhos,

Tela de glória e fama mas, enfim,
Regadas com as chuvas de teus prantos
Secaram e deram abrigo a escaravelhos.

Alien said...

Talvez ele te queira dizer algo...

*

miosotis said...

Caro Jl, poderia apagar o teu comentário, mas vou deixá-lo!

As palavras, como os actos ficam com quem as/os pratica...

Anonymous said...

Hoje roubei todas as rosas dos jardins
e cheguei ao pé de ti de mãos vazias.


Eugénio de Andrade

...mas de coração cheio.

Sempre se disse que quem escarnece ou se faz troar pela crua maldade, desconhece em absoluto o aroma inebriante e permanente da beleza.

Em solidariedade com a beleza interior (paisagens eternas e infinitas) de uma amiga,

Saudações da cor de mim,

M. (de "Memories")

JL said...

Miosotis,

Porventura o meu poema foi mal interpretado. Fico sem perceber o que me queres dizer com a vontade que tinhas em apagá-lo e com as atitudes que ficam com quem as pratica. Se puderes ser mais clara fico agradecido.
Este poema foi escrito e deixado há tempos no blog de um amigo que tinha, a propósito do dia dos namorados,escrito sobre o significado de flores. Publiquei-o dias depois num espaço que partilho com um amigo sobre poesia.
Julguei que teria algo a ver com este artigo que aqui encontrei e atrevi-me a publicá-lo em jeito de comentário. Não cuidei, sequer, que pudesse gerar alguma reacção menos positiva. Não se trata de nenhum recado. Não se trata, tão pouco, de uma dedicatória inspirada em ti como alguém atrás quer fazer crer e que terá motivado o teu inusitado e apressado comentário. Aliás, como poderia sê-lo sem nem sequer te conheço?
Confesso a minha simpatia pelo teu espaço e pela tua pessoa, a acreditar nas palavras que deixas aqui. Só e mais nada. Nada mais!!!
A minha mãe sempre me ensinou que mais vale ser amado que temido ou, no caso, indesejado. Senti isso aqui e pela primeira vez na blogoesfera. Mas alguma vez seria a primeira. Sinto estar a ser persona non grata. Peço desculpa se foi ofensiva a minha poesia. Não pretendia sê-lo!
Assim, afasto-me para não provocar mais dissabores destes!

Páscoa Feliz!