Monday, January 10, 2011

O caminho menos percorrido





Nathan Bilow/ AP 2009

The road not taken
TWO roads diverged in a yellow wood,
And sorry I could not travel both
And be one traveler, long I stood
And looked down one as far as I could
To where it bent in the undergrowth;
Then took the other, as just as fair,
And having perhaps the better claim,
Because it was grassy and wanted wear;
Though as for that the passing there
Had worn them really about the same,
And both that morning equally lay
In leaves no step had trodden black.
Oh, I kept the first for another day!
Yet knowing how way leads on to way,
I doubted if I should ever come back.
I shall be telling this with a sigh
Somewhere ages and ages hence:
Two roads diverged in a wood, and I -
I took the one less traveled by,
And that has made all the difference.
Robert Lee Frost, poeta norte americano (1874-1963) 

Pensava, há pouco mais de uma semana, que mal tinha perspectivado o novo ano. Falta de tempo, acreditava. Depois, com o sabor dos bagos de romã na boca, reconheci que o ritual da passagem é algo especial, pelo menos naquele momento. 

Não há lacunas ocultadas. Feridas esparsas algumas, que sustentam o edifício com janelas por onde a luz, o ar, o ruído, continuam a entrar! E os afectos - oh! os afectos -  também, mesmo que a descrença se aloje, por vezes, num cansaço dos dias que seguem a passo.
Afinal nada muda obrigatoriamente. Apenas envelhecemos, e pouco mais há a registar. Mas, ainda assim, este ritual obriga-nos sempre a olhar para trás.




Miosótis (pseudónimo)
fragmentos da noite com flores
09.01.2011
Copyright ©2011-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®

9 comments:

José María Souza Costa said...

Passei aqui lendo o que tem pra ler. E observando o que tem para observar. E Exaltando o que tem de ser Exaltado. Estou lhe desejando um Tempo de Harmonia e de muita Inspiração. Entendo ter um blogue Agradavel, muito bom e Interessante. Eu, também tenho um. Muito Simplório por sinal. E estou lhe Convidando a Visitá-lo e, mais. Se possivel Seguirmos juntos por eles. Estarei Muito Grato esperando por Você lá.
Abraços de verdade e, fique com DEUS

heretico said...

"Afinal nada muda obrigatoriamente. Apenas envelhecemos..."

belo. dito assim - com despreendimento sage.

beijo

DarkViolet said...

Há sempre uma fôlego de esperança, pelo menos durante alguns dias... faz bem, resta é catapultar para oresto dos dias do ano

Virgínia do Carmo said...

Trazemos connosco os passos que demos e as sombras possíveis dos que não demos... mas no fundo são as escolhas que nos vão depurando... e apurando... não podemos percorrer todos os caminhos...

Obrigada pelas reflexões a que sempre nos obrigam as suas mensagens, Miosótis!

Um terno abraço

Miosotis said...

Foi um prazer ler suas palavras tão amistosas, caro José Maria!

E devolvo todos os votos aqui deixados. Sensibilizada!

Visitarei, sem dúvida, o seu espaço que me vai merecer toda a atenção!

Até breve!
Abraços,

Miosotis said...

... caminhar na vida, pressupõe 'sagesse' e tranquilidade para melhor acolher os sobressaltos!

E não é mesmo que a cada novo ano, vamos envelhecendo?
:)

Beijo, 'Herético',

Miosotis said...

... há sim, 'Dark_'! Um fôlego que renasce a cada dia de sol que vai surgindo...

Os dias do ano que me agradam! Sabes bem! Os grandes dias de verão, com seus fins de tarde mornos, luminosos!

Boa semana!

Miosotis said...

... é assim, Virgínia! Não podemos fazer todos os caminhos, e as nossas escolhas, por vezes por caminhos menos percorridos, dão-nos uma visão do mundo mais sensível! Talvez pelo 'sofrimento' que provocam, ou porque tenhamos mais tempos para nos observarmos e observar os outros...

Muito afectuosa sempre, a tua presença!
Beijo terno,

Miosotis said...

P.S. para Dark_

Não consegui aceder ao teu espaço. Voltarei mais logo...