Tuesday, July 18, 2006

Shadow of a woman





créditos: Filippo Monteforte/APF
http://news.yahoo.com/photos


Não te prendas à respiração,

ao contar do pulso, às pequenas matemáticas de que

o tempo do homem depende. A memória que deixares

está para além dele; e algo de ti permanecerá,

mesmo que o não saibas, nalgum canto secreto,

no riso ou no choro de quem te lembrar.
(...)

Nuno Júdice, O amor eterno, Cartografia de Emoções
Publicações Dom Quixote, 1ª ed., 2001


Sombras

Os dias de sonho desvaneceram-se!

Houve tempo de paisagens pintadas

em tons de afectos doces, serenos

E o coração esvoaçava solto e feliz.


Momentos partilhados,

intimidade desenhada em tons puros

sem laivos de incertezas.


Trocavam sorrisos leves

o prazer feito delícia

de sentimentos em uníssono.

E bastava o esboçar de um olhar

para o outro pressentir a alma

a chama íntima, quase cândida

de gestos límpidos quase étereos

sentidos à flor da pele

com dedos inundados de ternura.


Como pássaros soltos,

seguiam-se a cada instante

juntos enfrentavam

as nuvens, os ventos, as litanias

e com o brilho do sol posto

rumavam ao luar, acreditando

que a vida lhes permitiria

ficar juntos enraizados.


Miosótis (pseudónimo)

©texto original sob mote de Nuno Júdice

fragmentos da noite com flores, som One U2 features Mary J Blige

18.07.2006

Copyright ©2006-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com® 

Licença Creative Commons

20 comments:

padeiradealjubarrota said...

Bonito.De quaisquer momentos vividos e partilhados nascem sementes...

Tacitus said...

Cativante e bem ao jeito de uma inspirada miosotis...boa semana ;)

-=|Åñð®ë§§ä|=- - said...

Olá! Tudo bem com vc?
Gostei muito de conhecer o seu blog e estou passando p/ deixar uma mens no seu cantinho!
(`'·.¸(`'·.¸ ¸.·'´) ¸.·'´)¸.·'´)
«`'·.¸.¤ ¤.¸.·'´»(¸.·` * (¸.·` *
(¸.·'´(¸.·'´ `'·.¸)`' ·.¸)
¸.·´ P/ muitos o sorriso pode ser insignificante,
( `·.mas com certeza tem grande valor.
`·.¸ )Enriquece a quem ganha
¸.·)´ e quem dá não fica mais pobre.
(.·´ Dura apenas um instante,
*´¨)mas pode permanecer eternamente
( `·.¸na lembrança.
.. * . (\ *** /)
.* . * ( \(_)/ ) * * .
.* . * (_ /|\ _) . *
.* . * . /___\ * . . *
`·.¸ ) Ninguém é tão rico que possa desprezar
¸.·)´ e nem tão pobre que não possa dar.
(.·´ Mas se um dia encontrar alguém
*´¨¸) que te negar um sorriso
(.·´ dê-lhe um dos seus, pois com certeza
*´¨)esta pessoa precisa de um sorriso
( `·.¸tanto quanto aquele que não consegue sorrir.
«`'·.¸¤ ¤.¸.·'´»(¸.·` * (¸.·`*Bjs
(¸.·'´(¸.·'´ `'·.¸)`' ·.¸)

miosotis said...

Padeirinha, sensiblizada com as tuas gentis e doces palavras!

Sim, estou certa q sim, qd falas de 'sementinhas'... daí q achasse q os v.v. de Júdice complementavam este simples texto poético!

miosotis said...

Tacitus, como se tem tornado carinhoso teu olhar poisado em meus sentires... sensibilizas-me!

bj de miosotis

miosotis said...

Andressa [lindo nome], bem-vinda a meu espaço de alguns sentires!

E doce sorriso me deixaste! Mt sensibilizada... retribuido por inteiro!

Adorei seus arabescos de anjos e asas q nos levam até espaços inacessíveis e belos!

bjs em tons de sorriso angelical

Imhoptep said...

"Tell me her name
I want to know
The way she looks
And where you go
I need to see her face
I need to understand
Why you and I came to an end

Tell me again
I want to hear
Who broke my faith in all these years
Who lays with you at night
When I'm here all alone
Remembering when I was called your own

I'll let you go
I'll let you fly
Why do I keep on asking why
I'll let you go
Now that I found
A way to keep somehow
More than a broken vow

Tell me the words I never said
Show me the tears you never shed
Give me the touch
That one you promised to be mine
Or has it vanished for all time

I'll let you go
I'll let you fly
Why do I keep on asking why
I'll let you go
Now that I found
A way to keep somehow
More than a broken vow

I close my eyes
And dream of you and I
And then I realize
There's more to LOVE than only bitterness and lies
I close my eyes

I'd give away my soul
To hold you once again
And never let this promise end

I'll let you go
I'll let you fly
Why do I keep on asking why
I'll let you go
Now that I found
A way to keep somehow
More than a broken vow"


[Lara Fabián no seu memorável e intenso Broken Vow, algures na distância e uma carícia vogando no éter, perdida do seu destino...]

Bel said...

Ai o amor. Sentimento lindo e terrivel.

Paulo said...

Miosotis,

A imagem que publicou junto a sua poesia combinou muito bem.
E a poesia também está ótima ao som do U2.

Mas a sombra só pode nos acompanhar, quando em nossa vida brilha uma luz.

Um bjo e tudo de bom!

miosotis said...

...algures na distância, uma carícia vogando no éter, recebida no seu destino... 'feita tatuagem'

miosotis said...

Bem-vinda bel! Sensibilizada pelo teu olhar em meu espaço.

Amor é... o q as pessoas fizerem dele!

miosotis said...

De novo, Paulo? Q doce lembrança!
Mt sensibilizada... as palavras q deixaste são lindas tecidas de amizade.

bjs e tudo de bom tb p'ra ti!

Angel of Obscurity said...

Meu deus, como sonhei com estas palavras..
Tanto sentimento embrulhado em beleza.. Um sentir tao profundo, tao forte, tao teu!
Hhmm.. com sabor a vida! A momento..

Obrigado pelas palavras que me deixas-te.

A serio, estou-te grato! :)

Um terno beijo deste Angel**

Pierrot said...

Vim retribuir a tua visita e qual não é o meu espanto quando deparo com este magnifico blog.
Mas que grande texto.
Parabéns
Fiquei sensibilizado
Bjs
Eugénio Rodrigues

sani said...

Nice, peaceful moment visiting your page. Thank you. Don't you think that I'd understand Portuguese: just as much as my lousy Spanish helps me. I had another way to "read", more like tasting the words, sounds of them, rhythm.
In Kalevala, which is the national epos of the Finns, there is said:

Mitäs tuosta, jos ma laulan,
Jos ma paljoki pajahan,
jos laulan jokaisen lakson,
Joka kuusikon kujerran!
Ei ole emo elossa,
Oma vanhin valvehella,
Eikä kulta kuulemassa,
Oma armas oppimassa:
On mua kuuset kuulemassa,
Hongan oksat oppimassa,
Koivun lehvät lempimässä
Pihlajat pitelemässä.
(Kalevala, 50:550-560)

Those poems of Kalevala were originally sung by singers who could remember hundreds of songs, ancient legends which were not written down until 1830's.

In this part of one song the singer cries that all the loved ones are dead, no one is left to listen his/her singing, just the trees of the forest, who give their tenderness and love to this lonely singer.

Aleksis Kivi, the Finnish national novelist, got strong influence of those poems gathered in eastern and northern parts of Finland. But his novels were too straigthforward and rough for the cultural elite of his time. They missed the beauty and true feeling behind the roughness. So Mr. Kivi died in his late thirties, abandoned and poor, people beleiving he's insane. Only after some decades his novels and theater plays were found again as well as Kivi (in English: Stone) got the positon of the founder of Finnish litterature.

miosotis said...

Bem-vindo Angel ao meu espaço! Mt sensibilizada pelo teu olhar doce e carinhoso.

As palavras q te deixei foram certamente sinceras!
Teu espaço é lindo! Como te disse, fez-me lembrar um outro Angel em mts pormenores estéticos e belos sentires...

bjs para ti!

miosotis said...

Bem-vindo Eugénio ao meu espaço! Mt sensibilizada pelo olhar tão afectuoso deixado.

Tens um sentir mt bonito e gostei mt de teus versos.

Temos algumas coisas em comum... uma delas, gostarmos de buganvílias :)

bjs

miosotis said...

Dear Sani,

Welcome to my space full of emotions and fragrances, my own shadow!

I hope you have tasted my words as they feel!

[..]In this part of one song the singer cries that all the loved ones are dead, no one is left to listen his/her singing, just the trees of the forest, who give their tenderness and love to this lonely singer.[...]

After reading this, I think you could felt my poem! I'm touched!

Thank you so much for all you told me about finnish literature!

Hoping to read more from you...

Paulo said...

Estamos com saudades...

Espero que esteja tudo bem com vc!

Lindo fim de semana.

bjos

miosotis said...

Paulo, q belo pensamento poisou aqui!

Lindo fim de semana tb para ti...

bjs