Friday, July 21, 2006

Fragmentos da noite com flores : um ano








A Verdade

Tu és bonita.

Tu és feita de sol.

Eu amo-te.


José Luís Peixoto, A Casa, a Escuridão, Temas & Debates, 1ª ed. Outubro de 2002


Um ano passou, desde a noite de 21 de Julho 2005 em que iniciei este meu espaço mais intimista. E foi assim...

Fiquei preso a ti pelos teus olhos doces, um pouco tristes, pelo teu sorriso do tamanho do mundo. 

Pedro Paixão, Ladrão de Fogo, Prime Books, 1ª ed., Abril 2005

Do mesmo livro, retirei a inspiração para a frase de apresentação que escrevi. Corresponde ao que pretendia e continuo a querer passar de mim.

Atravessava um desespero feito de mágoas que deixaram marcas desalentadas na alma.

Um ser que amava partiu em grande sofrimento, apesar da luta guerreira que travei para o agarrar à vida. Não quis! Desistiu. E, no entanto, fora um inigualável lutador toda a sua vida!

Um amor verdadeiro, sereno, infinito, escrito na memória dos tempos afastava-se. Aí, parei! Deixei de escrever. Calei.

Sofri em mim, comigo passearam , à beira ouvida do mar, os desassossegos de todos os tempos. O que os homens quiseram e não fizeram, o que mataram fazendo-o, o que as almas foram e ninguém disse - de tudo isto se formou a alma sensível com que passeei de noite à beira-mar.


Bernardo Soares, O Livro do Desassossego, ed Ática, 1ª ed., 1982

Até que de mansinho, com a lentidão própria das almas recatadas, fui escrevendo alguns sentires.

Guardo a minha privacidade, bem precioso! É a minha essência! Não quero abrir mão.

Vamos deixando palavras que escolhemos para escrever, excertos que seleccionamos para exprimir alguns estados d'alma, imagens que visualizam a sensibilidade que nos toca. Deixamos, sem querer, passar pequenas résteas do que somos e do que sentimos.

São as impresssões digitais feitas de centelhas de sentimentos, afectos que teimamos resguardar, mas a força maior emanada da luz interior faz-nos soltar reflexos das fragrâncias do ser que somos. 

Transmitem a inteligência, as vivências, os afectos, mesmo que transfigurados. E, como tal, seja qual for a época e as circunstâncias, o importante é o pensamento que se solta, que reflecte a personalidade do ser.


Certo é. Não tento ser ou mostrar-me diferente do que sou, não forjei um arquétipo para fazer sonhar quem passa.

Tudo o que deixei entrever, eu Sou!

Vivo de utopias sim! E sou sempre eu, apesar das travessias de desertos. Longos.



Mesmo sabendo que o mundo acabaria amanhã, plantaria hoje a minha macieira.

Lutero, Sonhar! Ter fé! Helen Exley Giftbook, Editorial Estampa, 2002


Não quero terminar sem agradecer from the bottom of my heart a todos aqueles que poisaram palavras e o olhar em "fragmentos da noite com flores"


aos que deixaram suas pegadas ou não


aos que me dedicaram palavras de beleza sem par porque brotadas da alma


aos que me acolheram carinhosamente em seus espaços


aos que me amam sem me conhecerem nos caminhos que percorro


ao ser que é a sombra de meu ser e que afectuosamente vem, de vez em quando, poisar 
versos, escritos nos silêncios das noites lua de prata


O amor é uma companhia.

Já não sei andar só pelos caminhos,

porque já não posso andar só.
(...)

Alberto Caeiro, O amor é uma companhia, O Pastor Amoroso
, 10-07-1937


Miosótis (pseudónimo)

fragmentos da noite com flores, um ano, ao som de Ben Webster, Tenderly, Jazz Ballads, Membran Musics Ltd., 2004

21.07.2006

Copyright ©2006-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com® 

Licença Creative Commons





43 comments:

Paulo said...

Parabéns...

O "Fragmentos" está aniversariando?!?!
Espero que essa data se repita por muitas e muitas vezes.
Gosto de vir aqui. É um cantinho muito legal.

Quero te deixar uma frase:
"A vida é um sono de que o amor é o sonho, e vós tereis vivido se houverdes amado" Alfred de Musset

Ótimo fim de semana

bjos

miosotis said...

Mt sensibilizada pelos votos, e pelas palavras de apreço, Paulo! Mt obrigada!

A frase de Alfred de Musset é linda e transmite mt do q o prório Musset vivenciou!

Mas eu sou diferente, ñ partilho da ideia q o q importa é amar, mm sofrendo, como foi o caso de Musset com Georges Sand, um amor mártir!

Eu partilho a visão ioganista q td o ser humano merece amar e ser amado e ñ está aqui, só para sofrer...

Bom f-s!
E mais uma vez mt obrigada! Foi o unico q veio poisar seu olhar afectuoso neste dia de aniversário de 'Fragmentos da Noite com Flores'!

Um bj bem aromatizado de flores simples e doces

Tacitus said...

Miosotis, apesar de lamentavelmente atrasado, não poderia deixar passar a efeméride, sem te dizer que este teu espaço é sempre acolhedor e deveras interessante, pela maneira "sui generis" como abordas os assuntos, pelas fotos escolhidas com astúcia e pelo toque divinal que colocas em cada Post.
Deixo-te os meus sinceros parabéns e um grande abraço. Já de saída deixo-te também uma citação: "O que fica atrás de nós e o que jaz à nossa frente têm muito pouca importância, comparado com o que há dentro de nós"
Autor: Emerson , Ralph

PARABÉNS !

Eternal said...

Olá! Adorei o teu blog, textps muito sentidos.
Beijinho lunar

Clife said...

Parabéns =)

ainda há coisas bonitas no mundo...

como este teu cantinho,

pois nele vejo-Te ;) *

Imhotep said...

In the wee small hours of the morning
Carly Simon


When the sun is high in the afternoon sky
You can always find something to do
But from dusk till dawn as the clock ticks on
Something happens to you

In the wee small hours of the morning
While the whole wide world is fast asleep
You lie awake and think about the boy
And never ever think of counting sheep

When your lonely heart has learned its lesson
You'd be his if only he'd call
In the wee small hours of the morning
That's the time you miss him most of all

When your lonely heart has learned its lesson
You'd be his if only he'd call
In the wee small hours of the morning
That's the time you miss him most of all

[bjs de luar em noite branda, poisada a carícia a si endossada... abraçada de sonhos]

PCF said...

:)

miosotis said...

Tacitus, mt sensibilizada pelo teu olhar de amigo!
Aqui estás presente neste texto, pelo bem q me queres e pelo bem com q me acolheste em teu espaço!

A citação q poisaste nesta efeméride é profunda, tal como a de Musset!
Visões diferentes de autores q certamente vivenciaram suas experiências à semelhança de suas personalidades!

miosotis said...

Bem-vinda, 'eternal' ! Mt sensibilizada pelo teu olhar q se mostrou tão generoso!

Há poucas leitoras femininas, por aqui! Por isso, duplamente sensibilizada!

bjs

miosotis said...

Clife, como escreveste uma coisa tão linda a meu respeito, ou melhor a respeito de meu espaço de sentires [só alguns...]!!! Mt mt sensibilizada!!

Consegues ver-Me?!?

:)

bj doce em tons da amizade azul azul da cor mar q olhamos lá no teu espaço...

miosotis said...

Carly Simon, uma da vozes femininas mais belas e uma espantosa 'activista'!
É uma das cantoras q me preenche a alma, tem temas belíssimos!
Penso q deixou de cantar.... ñ sei!
Tudo o q tenho dela, ñ é gravação actual!

Mt sensibilizada pela tua/sua presença com esta letra!

Deduzo q deixa uma lição/
ensinamento...

Neste dia, ergui meu pensamento a todos os q me acolhem bondosamente, independentemente de me 'amarem' ou não! Afinal, já vai longa a solidão do ser...

bjs de luar em noite silenciosa. A carícia chegou impregnada de sonhos

miosotis said...

Bem-vindo, Pedro!
Mt sensibilizada por poisares teu olhar neste dia 'especial'
:)

Imhotep said...

"(...)Mt sensibilizada pela tua/sua presença com esta letra!(...)"

Decididamente na 2ª pessoa do singular, e na sua vertente mais simples e cúmplice!

Ocorreu-me que ainda não me indicaste onde deixar o filme prometido.

[em terno cuidar...]

miosotis said...

Decidamente, ñ sei onde hás-de deixar o filme 'prometido'!
Qd falaste, pensei q apenas o tinhas feito por delicadeza...

[sensibiliza-me esse teu 'lado' terno e cuidadoso de mim...]

Imhotep said...

Simples cortesia e políticamente correcto são figuras que conheço mas que não aplico, dada a proximidade à leviandade de sentimentos. Linhas rectas e imutáveis, eis o que prefiro traçar, sem prejuízo da educação e, acima de tudo, da sinceridade honesta e devida. Assim, a delicadeza que me apontas tem uma dimensão mais ampla, rosa dos ventos apontando a verdade, sem mero carácter de simpatia ou discurso de ocasião.

A pergunta mantém-se, se for esse o teu desejo. Terei todo o prazer em cumprir com a minha palavra, partlhando assim a arte e o sentimento de uma obra ímpar, que merece, induvitávelmente, que se desfrute e se medite sobre ela.

As respostas serão sempre menos que as perguntas no final do filme, mas é pela força da pergunta, na senda da resposta que a evolução humana conhece o seu auge.

[em terno cuidar, redobrado]

Imhotep said...

Errata:

Onde se lê "induvitávelmente" deverá ler-se "indubitávelmente".

Perdoa-me o lapsus linguae

[em terno cuidar, redobrado]

miosotis said...

bj de boa noite...

Nilson Barcelli said...

Não acompanhei no teu primeiro ano.
Vamos lá ver se não te perco daqui em diante. Acho que não, pois li algumas coisas e gostei.
Parabéns pelo aniversário.
Beijos.

MoonLight said...

Muitos parabéns por cada palavra, cada sentimento vivido, cada lágrima, cada sorriso... cada uma dessas formas de expressares o que és, toca o outro e fá-lo acompanhar-te... Muitos mais anos, te desejo, a todos os níveis. Obrigado pela visita. Bjs de Luz

Pierrot said...

Tás de parabéns miosotis
Que grande blog tu tens.
Quando o abro é como se uma aurora boreal entrasse pelo meu escritorio dentro.
E mal consigo tirar os olhos dele.
Bonito, muito bonito.
Parabéns
Bjs
E continua
Eugénio Rodrigues

Paulo said...

Miosotis,

Olha eu penso que o amor é importante sim na vida de todos... E quis dizer que só vive quem pode amar!

Um beijo e ótima semana!

Imhotep said...

Apartado, caixa postal?

;)

[Bjs ao som de Lisa Ekdahl - This life's an open door]

miosotis said...

Nilson, mt sensibilizada pelo teu olhar neste post de 1º aniversário!
As palavras poisadas são de amistosa simpatia.

bjs

miosotis said...

Moonlight, pelas palavras poisadas, mt sensibilizada!
Quanta afectuosidade no teu olhar sobre a minha pessoa...

bjs em tons de miosotis

miosotis said...

Eugénio, q doce olhar logo pela manhã! E tão luminoso!
Mt sensibilizada!!

Ficou mais belo este meu post de 1º aniversário...

bjs

miosotis said...

Sensibilizada Paulo pela afectuosa 'explicitação' da citação poisada!

Ela é linda, na verdade, mas conhecendo tão bem o amor atormentado de Musset, ñ quis q ficassem dúvidas sobre o q penso sobre o dar e receber no que respeita ao sentimento amoroso...

Um bj e uma óptima semana, tb!

miosotis said...

.:M:.

Vou pensar na melhor maneira de poder recepcionar o filme... quereria mt mesmo !!

[Lisa Ekdhal, uma voz suave...]

bj em sons de 'Bluecolor', revisitados na memória dos silêncios

Louco de Lisboa said...

Olá!

As palavras são eternas por isso ficaram aqui há espera para eu as ler. Não, não te dou os parabéns, prefiro voltar para te ler, será essa a forma de te mostrar que gostei de conhecer o teu cantinho... uma peça de ouro!

"As palavras são os trocos do pensamento. Há faladores que nos pagam em moedas de dez tostões. Outros, pelo contrário, dão-nos peças de ouro"

Jules Renard

Kiss pour toi, até outro instante...

miosotis said...

Bem-vindo louco de lisboa ao meu espaço de alguns sentires!

Mt sensibilizada pelo teu olhar e pela citação profundamente linda de Jules Renard!

bjs e até outro instante...

Nilson Barcelli said...

Então, a festa ainda dura...?
Beijinhos

Imhotep said...

Pensa, pensa...

;)

miosotis said...

Nilson, um ano tem doze meses ;)

Não, não vou demorar tanto...

bjs

miosotis said...

'Tou pensando... a falta de tempo é q me ñ deixa movimentar! Não o intelecto, é claro ;)

bjs em sons chillout

Imhotep said...

Senhora ocupada... ;)

Eu marco com o seu personal assistant para um dia em que tenha uns minutinhos!

bjs

Joaquim Amândio Santos said...

"
dou-te,
entrego-te sempre
minhas mãos cheias de mim.

quando as recebes,
desejo que cerres os teus olhos,
para tactear o efeito do sargaço.

quando navegas em minhas mãos,
namoro-te na maresia.
"

JAS

o alquimista said...

É uma delícia passar por aqui, gosto da forma como escreves, pelos vistos é como vives...

Beijo

miosotis said...

Pois meu amigo, ñ tenho personal assistant [exceptua-se o meu personal computer], nem sou dada a esses pretensiosismos 'abominnates' :)

bjs

miosotis said...

Amândio, é tão suavemente belo e terno esse teu poema aqui poisado, q eu nem sei como agradecer...

miosotis said...

É sim, Alquimista! Admirado?!
Há seres q embora se situem à margem do pré-aceite na sociedd actual, vivem mm segundo a sua essência...

bj

Ekilibrus said...

***..##

miosotis said...

Ekilibrus, bem-vindo ao meu espaço!

Ñ pude entender mt bem o teu olhar, mas mais importante é q o tenhas poisado por aqui.

Miguel said...

Olá,
desculpa o atraso, mas a presença é constante mesmo sem palavras.
Continua linda como sempre, que é assim que te conheço...linda.
Cá continuo a ler-te e a gostar...sempre.
para ti com um beijo.

Frente a frente

Nada podeis contra o amor,
Contra a cor da folhagem,
contra a carícia da espuma,
contra a luz, nada podeis.

Podeis dar-nos a morte,
a mais vil, isso podeis
- e é tão pouco!

Eugénio de Andrade

miosotis said...

Querido amigo Miguel, fiquei tão sensibilizada com as doces palavras e o belo poema de Eugénio de Andrade q poisaste no meu 'post' de aniversário...

Só poderei retribuir, enviando-te em pensamento sentido um beijo mt afectuoso, azul azul de miosotis