Sunday, December 05, 2010

Solidariedade em tempos adversos





Mel Gibson um actor e realizador aclamado, caíu há algum tempo, como todos sabemos, na boca do mundo perverso de Hollywood depois da divulgação de vários aspectos da sua vida íntima.

Não sou de modo nenhum a favor dos seus actos, se for verdade o que se diz... sim porque para dar cabo da reputação de uma pessoa não é preciso muito nos Estados Unidos e, muito mais em Hollywood. 


Braveheart (1995)

Assim, o actor de Braveheart, um dos seus primeiros filmes, belíssima história e excelente interpretação, um filme que comoveu gerações e  ninguém esquece, até ao último exibido,  o dramático Fora de Contrôlo filme que narra a história de um detective de homicídios que se vê defrontado com a dolorosa investigação da morte de sua filha, este actor e realizador, com uma vastíssima e aclamada carreira cinematográfica, tem sido abandonado por todos. Hollywood e os seus actores têm-lhe virado as costas de forma violenta, quase desumana.



Edge of Darkness (2010)

Não acredito que um homem que fez um percurso fantástico, grande parte de sua vida, degenere por completo assim tão repentinamente. Mas, teremos que deixar em aberto...

Só uma actriz e realizadora se mantém sempre a seu lado, inabalável, desde o início desta corrosiva campanha - Jodie Foster.

Assim, depois de todos os estúdios lhe fecharem a porta, da sua agência o abandonar, de actores como Leonardo di Caprio - triste jugo da fama - se recusar a contracenar com Mel Gibson, eis que Jodie Foster lhe dá o papel principal no seu filme The Beaver. Realizado e interpretado pela própria Jodie Foster.


The Beavor (2011)

Um filme que parece retratar, de certo modo, os sentimentos e estados de espírito do actor.

« C'est la personne la plus facile à vivre et la plus gentille avec laquelle j'ai jamais travaillé », declarou Jodie Foster numa entrevista em Setembro passado. « Quand vous aimez un ami, vous ne l'abandonnez pas dans les moments difficiles. C'est un ami loyal et vrai, et j'espère l'aider à traverser cette période très difficile pour lui. »

Não posso estar mais de acordo com a actriz! Um amigo não se abandona nos momentos difíceis! Eu prezo profundamente o valor da amizade. 

Do sucesso ou não deste filme poderá depender a futuro da carreira de Mel Gibson. O filme tem lançamento previsto para a próxima primavera, depois de muitas hesitações. Para já o primeiro trailer conhecido




Amizade é também o sentimento que me liga a Mateso, uma amizade virtual que se tem prolongado ao longo dos anos, desde que "Fragmentos da Noite" foi criado.

Daí que nada mais oportuno para lhe agradecer, mais uma vez, o seu generoso gesto de amizade. Desta vez, a atribuição do selo "Prémio Dardos":

«O Prémio Dardos é o reconhecimento dos ideais que cada bloguista emprega ao transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais, outros... que, em suma, demonstrem a sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre as suas letras e as suas palavras. Estes selos foram criados com a intenção de promover a confraternização entre bloguistas, uma forma de demonstrar o carinho e reconhecimento por um trabalho que agregue valor à Web.»



Tal como é do conhecimentos de todos e da própria Mateso, este espaço não entra em redes de correntes, por questões pragmáticas dadas a conhecer desde o primeiro momento. Isso não obsta que, num gesto muito próprio, eu não  deixe de agradecer sensibilizada, tentando cumprir com os princípios básicos mínimos que norteiam estas nomeações.

Embora o selo me tenha sido atribuído pela vocação literária assumida de "Fragmentos da noite com Flores", todos conhecem também o meu outro lado engagé de causas e valores universais.

Assim, este post foi escrito em favor do valor maior que pode unir a Humanidade - a solidariedade!

Indico, como mero acto de continuidade, sem qualquer tipo de obrigatoriedade de dar seguimento, dois ou três espaços:

Relógio de Pêndulo

O Lugar dos Sentidos

Canto de Espumas

Estas nomeações têm apenas carácter simbólico.

A Mateso, mais uma vez o meu profundo reconhecimento!


Miosótis (pseudónimo)

fragmentos da noite com flores
5.12.10
Copyright © 2010fragmentosdanoitecomflores, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®

Licença Creative Commons

Créditos: vídeo RTP



6 comments:

Virgínia do Carmo said...

Amiga Miosótis,
também é minha convicção que os amigos não se abandonam nunca, pois não é nos tropeços que se necessita de uma mão que nos ajude a levantar?... E além disso, também já aprendi que a verdade é uma coisa de difícil acesso, e que em casos como este, em que o mediatismo é a mais traiçoeira das armadilhas, a verdade simplesmente não nos chega... chegam-nos reflexos e estilhaços da verdade, depois de muito violentados e manipulados... Por isso, deixo também a minha solidariedade para com este actor que já fez dolorosas travessias pelas sombras do sofrimento...

Em relação ao selo, a minha gratidão! Curiosamente já o tenho e aceitei-o pelo significado que carrega, e vou aceitá-lo de novo pelos mesmos motivos, ciente de que não o mereço tanto como este espaço fantástico, Miosótis, em que sempre podemos beber tragos de nobres valores que nos ajudam a acreditar num mundo mais humano e bonito! OBRIGADA pelo carinho, que retribuo, comovida!...

Terno abraço!

DarkViolet said...

Todos temos múltiplas capacidades de Ser outras formas de pessoas. O que a sociedade castiga por fora nao o consegue por dentro. Existem padrões que faz que as pessoas sejam duma determinada maneira, e por isso normaliza-se tudo para nao criar bestas mas as bestas existem e algumas mostram-se, outrs nao. Isto nao tem nada a ver com a pessoa do Mel Gibson mas sim com o que é um ser humano num ponto da sua metarmofose consegue fabricar

Miosotis said...

Amiga Virgínia,

Não parti do pressuposto que tudo é mentira, nem que tudo é verdade!

Todos sabemos que o Homem é capaz de grandes barbaridades, mas... sabemos também que ele se move tantas vezes, por um dos sentimentos mais negativos: a inveja!

Apenas tentei dar o testemunho de alguém, Jodie Foster, movida pelo sentimento nobre da solidariedade na amizade!

A verdade, como também compartilhas comigo, 'é uma coisa de difícil acesso'... sobretudo em meios onde a fama é uma 'traiçoeira armadilha'...

Quanto ao selo, sei que há muito corria entre os bloguistas. Mas não podia deixar de agradecer a 'Artmus' que sempre me enobrece com partilhas tão fraternas!

E, também, sem querer vincular ninguém, apenas o pretendi passar em gesto de imensa amizade, sentimento que me rege ao longo dos tempos na blogosfera para com todos aqueles 'amigos/amigas' com quem interajo.
O mundo torna-se mais suave com a tua companhia, com a companhia de todos os que por aqui passam e me deixam palavras amigas...

Um fraterno abraço,

Miosotis said...

... eu sei, 'Dark_'... oh! Como sei :(

E compreendi o teu ponto de vista que partilho, como vês, plenamente!

Repito, quis louvar o sentimento da amizade nos momentos adversos. e quis deixar o benefício da dúvida...

De qualquer modo, considero que o ser humano acaba sempre por 'penar' pelo que de mal semear...

Sensibilizada pela tua fraterna presença ao longo dos anos... mesmo quando não concordas!

Tania said...

Cara Miosotis,

Andei um pouco distante do mundo dos blogs ultimamente, mas não poderia deixar de vir agradecer-lhe. A esa menção a Canto (muito obrigada em meu nome e também do Juan), mas também a esse compartilhar do seu olhar sensível e poético, nesses fragmentos da noite com flores...

Um grande abraço e um feliz 2011.

Tânia

Miosotis said...

... sempre um prazer muito grande lê-la, cara Tânia!

O selo? Não sou de correntes, mas mas foi-me 'oferecido' com muita amizade!
E não podia deixar de agradecer a 'Artmus' que sempre me sensibiliza com seus gestos!

Também, não quis vincular ninguém, apenas pretendi passar esse sentimento de gratidão que me liga a uma amiga virtual que interage comigo, há tantos anos!

O seu espaço e de Juan é lindo! E encantam-me as paisagens 'visuais' que despertam em mim momentos de indelével beleza estética!

Um fraterno abraço, retribuindo
votos de Feliz Ano 2011!

(também venho por aqui menos...)