Wednesday, November 03, 2010

Escritos soltos



Foto: Mathias Schrader | AP 2010

... eu adoro o final de tarde quando luminoso! É como que o recolher à nossa interioridade, o regresso ao nosso eu absoluto. E os aromas que se mesclam com mais intensidade, trazendo de volta tantas reminiscências... 

E a noite adentra-se e o estar de frente para nós fica translúcido! Como olhar a lua.


Serenidade!


(...)
Porque isto foi só um raio de luar e uma tristeza minha,
E uma suposição de outra coisa,
E o resultado de existir…

(...)


Álvaro de Campos, De la Musique
(17.09.1929)*




Miosótis (pseudónimo)


fragmentos da noite com flores
03.11.2010

Copyright ©2010-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®

Licença Creative Commons



Álvaro de Campos, De la Musique (17.09.1929)
in Poesia, Assírio & Alvim. ed. Teresa Rita Lopes, 2002
Casa Fernando Pessoa, Banco de Poesia (digital)



14 comments:

DarkViolet said...

A mistura da Luz de Outono com a Lua ganha golpes de magia. É o brotar da essência.

Já viste o filme do desassossego?

Virgínia do Carmo said...

É tão bom voltarmo-nos para dentro!...

Abraços serenos...

Nilson Barcelli said...

O fim de tarde luminoso, principalmente quando visto no mar, é mesmo muito bonito.
E pode ser um sereno olhar para dentro...
Belas palavras, querida amiga.
Beijos.

clic said...

Absolutamente!... :)

heretico said...

mescla de sensações serenas. um bouquet de aromas suaves...

beijos

Mateso said...

O Outono tem luz da Vida nos dias de porvir.
Bj.

Miosotis said...

... talvez sim, Dark_ :)

Não, não vi o 'Filme do Desassossego' de Botelho. Perdi-o!
Considerei que passaria em sala de cinema... e depois as passagens têm sido tão curtas :(
Só conheço alguns vídeo clips.

Miosotis said...

... é esse estar que nos faz ir em frente, Virgínia!

Um sereno abraço para ti!

Miosotis said...

... todo o fim de tarde luminoso, é suave Nilson!
Mas 'quando visto no mar' é, se possível, ainda mais intimista! É mesmo aquele sereno olhar que tanto amo...

Foi tão bom rever-te em 'fragmentos'!
Um beijo,

Miosotis said...

... abraço, 'clic' :)

Miosotis said...

... sensações que viram sentimentos, 'Herético'! Aromas suaves são como respirar...

Um beijo,

Miosotis said...

... tu sabes como me é difícil a travessia do Outono. 'Mateso'!
A luz, quando a há, é o meu farol nos dias pardacentos.

Um beijo
(tão bom sentir-te de novo por aqui)

Mateso said...

No meu canto há uma pequena lembrança para ti.
Bj.

Miosotis said...

Lamento andar afastada... não responder por agora querida 'Mateso', mas tem-me sido impossível.

Mal regresse, irei espreitar o 'carinho' deixado no teu blogue.

Um abraço de um país em que a temperatura está em -2º com tendência para baixar... a neve ameaça :(

(não deixarei de visitar todos aqueles que têm vindo 'fragmentos' com tanta amizade)