Sunday, August 28, 2005

Pintura

~




Durius I, 1993 | Francisco Laranjo


http://www.sgmf.pt


"Cada quadro encerra misteriosamente toda uma vida, com muitos sofrimentos, dúvidas, horas de entusiasmo e de iluminação. Para onde se dirige esta vida? Donde clama a alma angustiada do artista quando participa da criação? Que quer anunciar?"

Kandinsky, Do Espiritual na Arte, 
Publicações Dom Quixote, 1ª edição, Lisboa, 1987



A pintura traz à nossa alma grandes aberturas para a fuga ao quotidiano.


Quando páro diante de um quadro, nunca sei o que me atrai. Mas a partir do momento em que o meu olhar se prende e perde, percebo que estou a dialogar comigo.

Não tenho pré-conceitos sobre Arte. Nem parto de pressupostos das críticas dos connaisseurs.

Sinto cada espaço visual, suspenso numa parede, como uma aventura transponível, o outro lado do meu universo interior. 



São impressões espirituais. E assim vagueio lentamente, com tranquilidade. 

Sou livre por instantes!



Miosótis (pseudónimo)

texto original, 28.08.2005
Copyright ©2005-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com® 


Licença Creative Commons


No comments: