Monday, September 04, 2006

Apontamentos intimistas




Fotografia: Moon rises over Earth
NASA/Handout/Reuters

http://news.yahoo.com

Antes de me deitar vou aspirar a noite. Do topo de minha pequena mas sobranceira varanda, como que procurando energias para o ano de trabalho que hoje recomeça.

A lua está linda, cor bem doirada, quente, lá longe. O firmamento em tom azul-rei, profusamente engalanado de estrelas tremulares de brilho argenteo, acolhe-a.

Um avião prepara-se para aterrar depois de circundar a lua, numa paradisíaca imagem da noite, numa cidade desconhecida.

Já devia estar a dormir. Amanhã, ou melhor daqui a algumas horas, há que levantar muito cedo, mas refugio-me no Universo que me dá aconchego.
Hoje recomeça um novo ano, mas o meu local de trabalho aniquila, em crescendo, a minha criatividade, e descaracteriza-me no quotidiano.


Asfixio. Fujo das invejas, maldades, farsas, marcações, por ser diferente e deixar um lastro luminoso, sem mesmo reparar. 


Sou íntegra e simples, o que me rodeia não me interessa. E a indiferença dói aos demais.


Avanço sem entusiasmo, sem alegria, entrego-me ao estiolar da minha alma profissional, num ambiente pardacento, monótono, coeso em maldades e cobiças a capella.

Lá fora, a noite convida-me a sonhar sempre e sempre. Ergo uma prece ao Universo e peço-lhe inspiração para continuar o meu percurso de poeta da vida. 


Mas nos corredores que atravesso, no dia a dia, não há estrelas nem lua caminhante, companheira de solidão.

Apenas a monotonia agonizante me espera...


Não sei como encarar mais um ano de desencanto, de 'prisão' de ideais e de actos soltos do meu ser feito de paixões pelo que faço !


A noite vai descer... a cidade dorme.



Miosótis (pseudónimo)

fragmentos da noite com flores

4.09.2006


Copyright ©2006-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®


Licença Creative Commons


17 comments:

o alquimista said...

...E eu acordei com as tuas divagações e digo-te: Nada é igual, este ano será melhor vais ver...afasta de ti este cálice de coisas menos boas e...vive...à tua maneira...

Beijo

Tacitus said...

E como é bom poder desabafar...revejo-me nessa tua simplicidade luminosa de quem não se afoga nas coagitações da sociedade. Já há poucas pessoas assim...um abraço e uma boa semana ;)

Tiago said...

A noite vai descer, neste ciclo que agora termina,
Mas com o novo amanhacer, Uma luz vai aparecer.

Nao a deixes desaparecer...

obrigado por deixares um olhar sempre azul no meu espaço.

bjs
Tiago

Paulo said...

Admiro sua maneira de escrever como de quem se liberta pelas palavras, os seus desejos e sentimentos.
Não se entristeça pelas coisas que te fazem isso.
Mas entenda q por mais q a vida nos apresente os problemas e desencantos, essa mesma vida pode nos proporcionar momentos inesquecíveis. E estes jamais perderemos.
Eu tenho a certeza q bons momentos vão acontecer em sua vida.
ótima semana
bjs

aya said...

Sei do que falas!

"A noite vai descer"
E amanhã bem cedo há um Sol que te espera!

Bj

Kristal said...

Boa noite, Miosotis !

Cris said...

Amanhã é uma palavra boa, traz esperança, ontem é mau, significa que nada se pode fazer, hoje é dia de olhar a lua.

Bjos

C.

MalucaResponsavel said...

Amanha é um outro dia e tudo sera diferente. voltaras a tua rotina e isso custa sp, mas se assim n fosse, os moemntos bons, nao saberiam tao bem. bj

JL said...

Da minha janela vejo, também eu, muitas vezes essa lua. Outras vezes é ela que me vê a mim!

padeiradealjubarrota said...

A vida é feita de pequenos nadas maravilhosos, mas tanbém de monotonias pardas. Não se pode esmorecer, há que pincelar a vida, um pouco, todos os dias.

miosotis said...

Este apontamento foi escrito com a convicção de alguém que se sente 'asfixiado' no meio profissional onde se move.

Não pensara abordar um assunto de carácter tão pessoal, mas as palavras soltaram-se no teclado, como penas de um sentir q era/é bem verdadeiro, a noite ia longa e a manhã aproximava-se desencantada e pardacenta, tal e qual eu a antevira.

Dp, regressei a casa com a ideia de o apagar, mas ao reabrir o meu pc, já amigos nobres e doces tinham deixado comentários q tocaram minh'alma como afectos e ñ como visitas... e ñ tive coragem de fazer de conta q nada registara dessa agonia quase diária.

Assumo então o meu desabafo triste e desencantado, e guardo todas as palavras/olhares aqui poisados com tanto carinho, numa insondável caixa de bens morais feita de mil pedaços de sentires.

Para todos um abraço mt sensibilizado, do tamanho da lua q tentará sp [sobre]viver em tons de azul...

José Manuel Dias said...

A vida é feita destas coisas...O que importa é que em cada dia se sinta que valeu a pena porque é menos um na nossa vida e não temos outro como o que passou.
Tudo de bom.
Bjs

HumbertotheWizard said...

Eu acredito que o Universo escutará a tua prece. Quem tem a sinceridade e a honestidade de revelar na integra, a mágoa ou o contentamento, a melancolia ou o júbilo, que lhe vai na alma, nada tem a temer. Mas isso dar-lhe-á conforto, especialmente esperança, confiando plenamente nas qualidades que são nossas, sem dúvidas nem hesitações de que conseguiremos ultrapassar o nosso cabo das tormentas, e eu creio firmemente que este teu desabafo seja o inicio do fim de tudo aquilo que te causa apreensão e inquietação, já que é transparecendo aquilo que se sente que adquirimos o vigor e a coragem indispensáveis para enfrentar na escuridão, os nossos adamastores. Desistir, será passar a nós mesmos um atestado de incompetência, inutilidade e mediocridade que nitidamente não somos, dando o prazer de rir desamparadamente, a quem não merece ter o prazer de observar a nossa ruina. Miosotis, á hora que escrevo este comentário certamente já passaram dois dias de trabalho, que bem espero os tenhas passado óptimamente com um sorriso de boa disposição. Muitas felicidades para ti Miosotis, e sabes, a vida são fragmentos de noite, iluminados pela beleza, charme e leve fragância intensa das flores. O nosso destino é tratar e cuidar, dedicada e devotamente, dessas flores para que elas nunca murchem.

Dominio dos Anjos

Mikas said...

Keep on, gostei de passar por cá!

sónia said...

a lua é linda..e amanhã tb vai lá estar à tua espera para te sorrir..por isso, sorri à lua ;)

António Rosa said...

Casa simpática, a sua.

Porque se refugia tanto nas palavras dos outros, mesmo que especiais?

Å®t_Øf_£övë said...

Miosotis,
Que profundo desabafo tens tu aqui. É um desabafo com um grande conteúdo, principalmente se formos capazes de ler nas entrelinhas.
Bjo.