Tuesday, May 10, 2016

Quero arrumar o Inverno : coisas simples





Estamos no mês de Maio? Chove torrencialmente, o frio agudiza-se à noite. E as pessoas parecem  andar de novo mais cabisbaixas. Até eu. Quero arrumar com o Inverno de vez. Decididamente. Isto é lá céu de Primavera.

Nada melhor do que começar pela pequena varanda. Meti-me no carro, fui até ao horto. Aquele perto do mar. Estava tão primaveril!

Foi fácil fazer a escolha. Uns potes vidrados, brancos. Vão bem com o beige claro da tijoleira. E com as nuvens brancas no céu azul.

Peguei em dois ou três vasos de pelargónios, gosto dos que se soltam pelos potes. Um ou duas petúnias. Ah! Não resisti às aromáticas. Mas essas ficam no interior, área da cozinha. Uma espécie de mini jardim de Inverno suspenso.

Bom sentir o aroma que se desprende quando as noites estão mais quentes. Como na semana passada. Semana passada? Parece que já foi há uma eternidade. 

Mas já me estou a distanciar. Pensamentos são tão leves. 

Chegada a casa, muni-me dos meus utensílios de jardinagem, e lá fui para a minha pequena varanda. Mudei os vasos pelos potes brancos, replantei algumas flores que sobreviveram ao Inverno bem rigoroso. E juntei as flores fresquissímas que trouxera do horto.

No final olhei deliciada! Minha gata acompanhou-me naquela tarefa... de espalhar tudo o que tirara de murcho ou sem graça. Deitou-se depois na tijoleira já limpa, a fruir daquela nova paisagem. 

Uma varanda renovada com sabor a Primavera.

Ao fim da tarde, sentei-me em frente à porta que dá acesso à varanda. E fiquei por ali, esquecida do portátil aberto. Apenas admirando a minha pequena maravilha com aromas de Primavera.

Memórias de uma tarde de calor. Foi há uma semana. Não dá para acreditar! Hoje ouve-se a trovoada que se aproxima. E chove por entre as nuvens.

Espero que esta chuva não dê cabo do novo e lindo visual da minha varanda. E dado que não me apetece ter mais Inverno, aguardo que a natureza se lembre que Maio já começou e todos nós queremos o Sol de volta.

Miosótis (pseudónimo)

10.05.2016
Copyright ©2016-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com

14 comments:

heretico said...

depois da chuva, um sol radiante virá...
as tuas flores, tão amorosamente plantadas irão dar flor. a seu tempo...

promete que vais então mostrar. aqui. naturalmente

beijo

Suzete Brainer said...

Que texto delicioso de ler, como descreves de forma tão poética e suave.
Cada cena nos proporciona a sensação de pertencer ao momento descrito.
Os"pensamentos são tão leves" e com as palavras escritas, estas
ondas se materializam na inscrição da alma da escritora...rss
Ah os gatos! Como se expressam na sutileza da beleza, do prazer e
do novo. Uma sacola, uma caixa é um mistério que um gato busca
descobrir e ao mesmo tempo adoram o silêncio e a quietude...
O sol vai se apresentar, amiga!...rss

Adorei a leitura aqui!!
Grata pela tua visita luminosa e comentário muito precioso.
Beijinhos.

Ps:Respondendo sobre o poema dedicado a minha mãe, ela faleceu faz
5 anos, agora a saudade doce com ondas de saudade de carência da
presença física dela, pois ela mora dentro de mim, viajando nos
meus pensamentos cheios de memória da sua bela singularidade amorosa...

Zilani Célia said...

OI LUNE!
GOSTEI MUITO DE VIR AQUI, FIQUEI IMAGINANDO TUA VARANDA COM AS NOVAS FLORES E PENSEI NO PORQUÊ DE NÃO HAVERES COLOCADO FOTOS, É QUE ESCREVES COM MUITA PROPRIEDADE E EU VIAJEI EM TEU TEXTO.
ESTÁS CURTINDO A PRIMAVERA QUE É UMA ESTAÇÃO LINDA, NÓS AQUI NO BRASIL E AINDA MAIS AQUI NO RIO GRANDE DO SUL, ESTAMOS VIVENDO UM FRIO BASTANTE INTENSO QUE TEM SEU CHARME. EU PREFIRO QUANDO O INVERNO PASSA E A PRIMAVERA SE APRESENTA, MAS, ENFIM, TEMOS QUE PASSAR PELO FRIO.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Jaime Portela said...

Aqueles dias de primavera duraram mesmo muito pouco e parece que foi há meses que isso aconteceu.
Mas vamos lá ver se o teu esforço contribui para aliciar a primavera de verdade... mas se calhar passamos diretamente para o verão...
Bom domingo.
Beijo.

Mar Arável said...

Há flores na minha escarpa

em todas as estações

Bj

Carmem Grinheiro said...

Ah, minha cara Miosótis, como a entendo em cada sílaba! Não, isto não é céu de Primavera, parece mais um Inverno azedo, de já tão requentado ;)
Adoro petúnias, florzinha simples e generosa, que nos presenteia com inúmeras flores, meses e meses, sem cansaço.
Já tentei virar-me para os vasos, mas o sol por cá não tem durado mais que dois dias, e quando tento, as nuvens acinzentam-me as ideias e desisto :(

bj amg

A Casa Madeira said...

Vasos sempre alegram até mesmo as caras feias kkk.
Por aqui o frio está de lascar...
Ainda bem que a vida se passa em estações...
Boa continuação de semana.

Lune Fragmentos da noite com flores said...

...depois da chuva, o sol voltou. E com ele as minhas flores, quase agonizantes, reanimaram-se
e têm florescido, lindas!

Sendo tu, um dos meus amigos virtuais mais 'antigos' (2005?), sabes que pouco revelo da minha privacidade. Mas quem sabe?
:-)
beijo, Herético

Lune Fragmentos da noite com flores said...

Penalizo-me sinceramente por ter andado tão afastada da blogosfera :-(

Muito sensibilizada com as tuas palavras, Suzete. Sempre carinhosa (rsrs)
Há momentos em que me entrego um pouco mais ao que escrevo e deixo passar, com simplicidade, gestos do meu quotidiano.

Lamento profundamente que tenhas perdido tua mãe, ainda tão novinha :-(( a ausência física é uma perda sem fim, embora sintamos sempre que não estamos sós...

Sim, os gatos são deliciosos! Para eles tudo é novidade, e como são bem curiosos e atentos ao mínimo movimento, mesmo quando parecem dormitando, ei-los extrovertendo suas curiosidades em divertidas brincadeiras.

Verdade, o sol apresentou-se, bem tardio este ano, mas os dias sucedem-se lindos!

Brevemente, vou visitar-te. Até lá, beijinhos

Lune Fragmentos da noite com flores said...

Olá Zilani,

Muito obrigada pela tua visita, pelo teu comentário tão agradável. Raramente apoio meus textos como fotos/imagens da minha privacidade. Suponho que não o fiz nunca. Os anos sucedem-se desde que iniciei este blogque que faz dentro de dois dias 11 anos (?!). Nem acredito!

A Primavera é doce, pelo despertar da natureza, embora este ano, tenha chegado tardiamente, tirando uma ou duas semanas... assim juntando alguns dias soltos. E o verão, também tardio entrou há semana e meia cheio de sol e muito calor. Quase repentino.

Pois, no Brasil vives a estação oposta. Eu não gosto do Inverno. Fico triste.

Espero voltar a ler-te em 'fragmentos' e dentro de dias, retribuo com amizade tua amável visita.
Abraços,

Lune Fragmentos da noite com flores said...

Duraram tão pouco tempo, Jaime... e como bem afirmas, pareceram meses até que o dias voltassem a mostrar-se luminosos.

Na altura, e por largas semanas, achei que o 'meu esforço' fora destruido para sempre. Até que entrámos, sem hiato de Primavera, no tempo fulgurante de sol e calor. O Verão. E aí, as minhas flores ganharam vida nova.

Boa semana!
Beijo, Jaime.

Lune Fragmentos da noite com flores said...

És um sortudo 'mar arável' ;-)

Beijo

Lune Fragmentos da noite com flores said...

Carmen, sabia que me entenderias. Não era mesmo céu de Primavera. Tivemos um tempo feio de meio-Outono, meio-Inverno.

Eu também adoro petúnias, mas na minha varanda não se dão. Ora morrem pelo excesso de chuva, ou morrem pelo excesso de calor. Por mais tentativas que faça, as petúnias não são para a minha pequena varanda :-(

Suponho que a esta hora (sorry pelo tempo que demorei a responder -:(

Votos de bem estar.
Um beijo

Lune Fragmentos da noite com flores said...

Pois, as flores alegram tudo. As pessoas, e a natureza sentem os dias lindos de Verão com mesma intensidade.

Boa semana.
Beijos,