Sunday, April 10, 2016

Abril é já aqui ?






Days Spring/ blessed & grateful

Gosto de Abril ao-pé da Primavera e que deixa o outro-pé no Inverno. Gosto de sentir que caminhamos ao ritmo e som dos pássaros e ventos amenos. Os ventos, esses, têm andado desabridos.

Mesmo assim, os pássaros voltaram, e não abandonam as primeiras folhagens. Recolhem-se à espreita de algum raio-de-sol distraído. Oiço-os chilrear na azáfama do seu aconchegamento, nas noites ainda inóspitas.

Abril é um mês um pouco inconstante. Temos dias lindos. E temos outros frios e chuvosos. Mas nem mesmo esta inconstância faz com que eu goste menos de Abril. Tento agarrar-me às pontas da Primavera.

Abril, para mim, é já um mês luminoso. Gosto de sentir os dias mais longos, a temperatura a subir. Alongo o olhar para além da janela. 

Adoro ver as flores despontar. Túlipas, lilases, jacintos, alfazemas, numa fusão de cores que anunciam a Primavera. 

As árvores começam a ter mais folhas e o verde tenta dominar a paisagem. A natureza desabrocha.

Os meus dedos parecem ter andado perdidos, distantes do teclado. Ainda em gesto suspenso. E fico na dúvida. Digito as palavras certas para início de Primavera? Ou estão ainda presas ao Inverno?

A criatividade que por vezes vem, quase se esvanece. É que lá fora o Inverno assenta na noite fria.

Os pensamentos alternam entre desânimo, tristeza, e lufadas de esperança. Em que me fico? Um pouco como o tempo. Em suspenso.

Miosótis (pseudónimo)

10.04.2016
Copyright ©2016-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®


12 comments:

heretico said...

texto encantador. como sempre...
com quem (re)colhe primaveras (flores)...

Suzete Brainer said...

Querida Amiga (virtual, mesmo assim, genuína amizade...rss)

Eu aprecio colher a tua Poesia (em prosa) que canta,
dança e abraça as palavras repletas de sentires claros
do sublime das flores registradas no teu olhar (na tua alma).
Neste teu olhar, o inverno lhe dar uma profundidade do recolhimento
introspectivo (quase nostálgico...), como se nele tivesse os
resquícios de "tristeza", esta que sabe tão bem apreciar um
colorido das flores vestidas de um Sol de abril!...

Grata por esta leitura tão preciosa da tua belíssima prosa poética,
terminei viajando na tua inspiração?!...rss

Beijinhos.

martinealison said...

Bonjour chère amie,

Merci pour ce joli petit billet... Il est très agréable de vous lire.

Gros bisous ♡

Ps : En ce moment, je ne suis pas toujours très présente sur les blogs... Pardon !

Mar Arável said...

Tudo se move
até o vento
nos mastros mais altos

Carmem Grinheiro said...

Olá, Miosótis.
Belíssimo texto para dar as boas-vindas a essa marota que andava a fazer-se moça difícil de conquistar (rrrrsss.). Há cerca de duas semanas, pela altura em que escreveste, ela, a Primavera, andava mesmo de amores com o Inverno. Agora, não querendo gabar andas do tempo, lá parece, aos pouquinhos, a tomar o devido caminho.
Seu texto saiu perfeito, com sabor de poesia ;)

bjn amg

Carmem Grinheiro said...

Corrigindo: "gabar antes do tempo" - sorry ;)

Lune Fragmentos da noite com flores said...

Sempre amigo e afectuoso na apreciação dos textos simples que escrevo.

Beijo, Herético (e excelente semana!)

Lune Fragmentos da noite com flores said...

Querida Suzete,

Não prescindo de uma genuína amizade, mesmo que virtual rsrs

Fico sempre sem palavras com o envolvimento que tens com meus textos simples, de profundo sentires, no entanto.

É o meu canto/blog querido, aquele em que me sinto mais eu... e deixo passar as emoções que me assolam em tempos de acalmia, e/ou mais turbulência. Ou apenas deixo fluir os dedos no teclado.

Sim talvez haja uma certo olhar de tristeza, misto nostalgia, (quem sabe) que se acentua profundamente no inverno.

Sensibilizada pela leitura e pela viagem rsrs

Linda semana!
Beijinhos

Lune Fragmentos da noite com flores said...

Bonjour chère Martine,

Quelle joie de vous lire! Toujours gentille et vos mots me sensibilisent.

Pas de problème, vous passerez quand vous voulez ou pourrez. Moi aussi, j'écris de temps en temps.

Je vous souhaite une excellente semaine!
Gros bisous

PS: Pas de problèmes de santé, j'espère... ça me chagrinerai

Lune Fragmentos da noite com flores said...

E é bom que tudo se mova, Mar Arável.
Do Inverno para a Primavera.
Dos dias dos ventos fortes
nos mastros mais altos
para os dias serenos, luminosos.

Abraço,

Lune Fragmentos da noite com flores said...

Olá Carmen,

Pois é! A Primavera que de ano para ano se faz mais tardia, vai reaparendo... e isso faz logo mudar meu registo de escrita. Mais solto? Mais leve?

Sim é verdade que começam os dias a tornar-se mais luminosos, anoitece mais tarde (tão bom!), o solinho, tímido também. Embora de há alguns dias a esta parte se venha a mostrar mais confiante :-)

Agradeço a sensibilidade com que me lê. Fico feliz com sua presença em 'fragmentos'!

Um beijo amigo,

Lune Fragmentos da noite com flores said...

No problem, Carmen :-)