Saturday, April 03, 2010

Silêncios




União Budista (imagem)
http://uniaobudistaporto.org



O silêncio é o mais precioso dom do ser humano! Deixa que oiçamos a voz da alma! Não é a essência a mais profunda partícula do Ser? 
O estar só pode sentir-se bem quando a pressente pelo silêncio que se faz à nossa volta, e mais do que nada, dentro de nós! 


Há anos que venho contactando com o meu silêncio ... e sinto-me bem! 

As pausas não são música? Então o silêncio só pode ser música! A mais bela porque a interioridade está lá por inteiro.

Sei o que é o contacto com a fragilidade física de um ser a quem amamos! Esses momentos nos fazem reflectir ainda mais, se possível, na trivialidade do quotidiano da vida. E, por vezes, nessa reflexão ouvimos os nossos gritos mudos...

Perante a serenidade do gesto que aceita o leve poisar da flor, emudecemos. E ficamos assim a ouvir esse silêncio harmonioso.

Que esta meditação perfeita entre a beleza do olhar e o silêncio da alma nos traga paz para o encontro diário com o nosso eu.


Miosótis (pseudónimo)

Fragmentos da noite com flores
(introspecção de Páscoa)

03.04.2010
Copyright ©2010-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®
Licença Creative Commons

14 comments:

Blizard Beast said...

O silêncio contém em si os mais belos diálogos.
Muito bom texto e um belo blog.

DarkViolet said...

O silêncio é um dos mundos infindáveis que existe. Nele pode-se andar nas variadas metamorfoses, criando em cada parâmetro localizações de perfume. Sem dúvida um belo recanto. Páscoa com "Jesus"

poetaeusou . . . said...

*
vamos cantar o silencio,
ouvindo a sua voz . . .
,
conchinhas,
,
*

Virgínia do Carmo said...

Muito verdadeiro... Também vejo o silêncio como precioso e necessário! É no silêncio que melhor nos ouvimos a nós próprios.
Se não suportamos o silêncio algo não está bem...

Bonita reflexão!

Beijinhos!

heretico said...

expressivo silêncio.

excelente a tua escrita.

adorei

beijos

Miosotis said...

... é verdade, sim, 'Blizard'! Os mais belos diálogos!

Sensibilizada pelas palavras deixadas!

Miosotis said...

'O silêncio é um dos mundos infindáveis' e que alguns não exploram adequadamente.

A tua definição é linda, 'Dark_!
Gostei das '...localizações de perfume...'!

Votos retribuídos de uma Páscoa de introspecção e alegrias!

P.S. Acreditas que a fé é una?!

Miosotis said...

... com que facilidade, tu versejas, 'Poeta'!
Sempre deixas versos teus, sensíveis!
Muito obrigada!

Abraço,

Miosotis said...

... sem dúvida, 'Virgínia! O silêncio é precioso, como escreveste, e fundamental para o nosso bem interior! É nele que encontramos a nossa essência! Como o sabemos, não é mesmo...

Sensibilizada pelas tuas palavras amigas!

Um beijo,

Miosotis said...

.... sempre sensível, sempre atento, 'Herético'! Mas é mesmo assim que eu pratico o silêncio...

Beijo,

Tania said...

É uma delicada aprendizagem do tempo, de escutar e compreender o nosso próprio silêncio. E essa música que ele guarda dentro...

Muito bonita a sua reflexão.

Um abraço.

DarkViolet said...

Nunca tinha pensado se a fé é una. Na sua dispersão a fé deve ter um ponto de convergência

Miosotis said...

É mesmo uma 'delicada aprendizagem' que o tempo - o 'nosso' tempo - vai moldando a melodia do silêncio! Acto íntimo!

Sensibilizada pelas suas palavras amistosas, Tânia!
Foi um prazer lê-la de novo!

Um abraço,

Miosotis said...

... mas se pensares, vais concluir, talvez, que a fé pode ser una!

A dispersão é exterior! A fé é acto íntimo!

Agradeço-te teres vindo continuar este pequeno diálogo, 'Dark_'!