Friday, April 23, 2010

Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor 2010




Foto: Maureen Bisilliatt
Instituto Moreira Sales

(À memória de Soame Jenyns,
 lembrado depois do poema escrito)


Às vezes tenho ideias felizes
Ideias subitamente felizes, em ideias
E nas palavras em que naturalmente se despejam…

Depois de escrever, leio…
Porque escrevi isto?
Onde fui buscar isto?
De onde me veio isto? Isto é melhor do que eu…

Seremos nós neste mundo apenas canetas com tinta
Com que alguém escreve a valer o que nós aqui traçamos?



Álvaro de Campos
18.12.1940

in 
Poesia , Assírio & Alvim, ed. Teresa Rita Lopes, 2002



No Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor, um desejo profundo para que todos tenham o direito inalianável de Saber Ler num futuro muito próximo.

Miosótis (pseudónimo)


Fragmentos da noite, uma flor por um livro?

23.04.2010
Copyright ©2010-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®


9 comments:

VANUZA PANTALEÃO said...

Álvaro de Campos, de vez em quando me pego a lembrar-me dele e do seu criador, o nosso Fernando Pessoa.
Flores e carinhos, minha amiga!!!Bjsss

DarkViolet said...

As flores têm perfumes, os livros têm letras íntimas. São trocas justas.
Quando se deixa cair a letra no papel o labirinto passou para um estado de fuga, fuga do qual sobrevive até À exaustão das viagens

Miosotis said...

Álvaro de Campos... qualquer heterónimo de Pessoa me prende, Vanuza! Mas, o meu mais intimo afecto é seu ortónimo, Bernardo Soares!

Sensibilizada pelas flores!
Beijo,

Miosotis said...

Sim, são, 'Dark_!
As flores e os livros exalam fragrâncias! As dos livros são mais duradouras...

A fuga! Tantos de nós buscamos nas páginas dos livros...

Viagens? Imensas!

Miosotis said...

PS2 Por isso, eu entendo com imensa profundidade e carinho, os dois últimos versos!
(para Dark_')

Tania said...

Esse poema é uma bela eleição para celebrar o dia do Livro (esse alimento da nossa Vida, que também é escritura...).

Um grande abraço!

Virgínia do Carmo said...

Lindo poema, linda evocação...

Muito grata, por me dar a honra de poder visitar o seu espaço e pelas doces palavras plantadas no meu!

Beijinho terno

Miosotis said...

... faz parte da obra de Pessoa menos divulgada, Tania!

Identifico-me com algumas destas interrogações... com muita humildade, é claro! Apenas nas interrogações!

Sem dúvida! Escrever é um alimento da alma!

Grande abraço,

Miosotis said...

'Lindo poema, linda evocação' - e a imagem é cúmplice destas interrogações de Pessoa!

É um prazer visitar seu espaço tão envolvente de poesia, Virgínia!
E uma alegria lê-la em 'fragmentos'!


Beijinho fraterno,