Saturday, December 03, 2016

Época de Natal






Christmas window


Dezembro, dia 1. É o início da preparação de Natal. Abertura oficial da época natalícia. Para mim, a festa da família. A doçaria que traz um aroma distinto à casa. Aromas de infância. Festa, luzes, cheiro a canela, creme queimado, risos das crianças, luzes feéricas que piscam intermitentes. Aconchego. Doçura. 

É o dia que aproveitamos para fazer a árvore de Natal, e decorar a casa. Dantes éramos mais a ornamentar a árvore ao som de Diana Krall ou WhamMelodias eternas que nos levam à magia da época.

Agora, a tradição é um pouco diferente, mas sempre especial. E há por perto um elemento inquieto que tem um papel bastante activo neste dia de montar a árvore: a gata siamesa que delira com as bolas e objectos decorativos, mete a patita nas caixas de cartão, rola as bolas pelo chão da sala, e espreita a possibilidade de atacar a árvore para retirar alguma decoração que lhe chame mais a atenção.

Bem diferente de uma outra gatinha, também ela siamesa, que viveu cá em casa durante muitos anos. E que partiu abruptamente. Muitas saudades.

Passava as noites, deitada na sua manta, poisada numa das cadeiras junto à árvore. E ali permanecia fiel, todas as noites, fascinada pelas luzes. Era a sua época de magia.

O passado de fazer o luto ainda presente, tenta colar-se. Mas sacudo. Deito fora com movimentos soltos que me ajudam a espantar todas as energias negativas porque tristes. 

A família virá. Estará de novo reunida. É preciso ter um sorriso lindo para oferecer. É a época de Natal.

Quero apenas as boas recordações que me apoiam no desapego dos sonhos que se desmoronaram tão completamente.

Sei que tenho vindo a criar novas rotinas, novas tradições que me alegrarão a alma. Não como acontecia antes. Não. Mas que me energizam para fixar no olhar esperança.

Porém, vou precisar de mais alguns Natais para lá chegar.

Miosótis (pseudónimo)

03.12.2016
Copyright ©2016-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com® 


6 comments:

Manuel Veiga said...

beijo

grato pela tua presença amiga, sempre generosa.

e pela evocação de Robert Shumman

Mariazita said...

Todos nós temos que nos ausentar, por vezes, por uns motivos ou por outros, mas todos válidos.
Lamentável é quando a ausência, injustificada, é para sempre... Há "amigas/os" que desaparecem sem deixar rasto, sem que para tal tenhamos contribuído (pelo menos que saibamos o porquê...)Mas a blogosfera é assim mesmo, uns vêm... outros vão... e alguns mantêm-se firmes e leais, apesar de ausências temporárias...
Desculpa o desabafo, deve ser da época, que me torna nostálgica.
Pois para mim o Natal já foi a melhor época do ano. Contudo, o tempo passa e leva consigo pessoas que eram a "pedra fundamental" da festa de família que para mim sempre foi o Natal, transformando-o num mundo de recordações das quais tenho que me alhear um pouco para me entregar, de alma e coração, aos que ainda cá estão e que sei que me amam muito.
E ficamos por aqui porque... para bom entendedor meia palavra basta, certo?

Desejo toda a Alegria e Felicidade que esta época merece.
BOAS FESTAS. Beijo grande

Bom Fim-de-semana
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

Suzete Brainer said...

Querida Lune,

A vida é repleta da impermanência e também rica neste
acionamento em nós, do exercício do aprendizado.

Deixo com meu carinho e atenção a ti, neste teu belo espaço
de arte, os meus votos de um feliz natal e mais um feliz dia
e outros dias felizes com arte da vida nos seus ciclos de
renovações e aprendizados.

Beijinho e abraço de paz!

Ps: Grata pela tua presença amiga e carinhosa no meu blog!

Lune Fragmentos da noite com flores said...

Sempre andarei pelo teu espaço, Manuel Veiga. Menos presente, mas porque mais ausente na blogosfera.

Robert Schumann não foi muito célebre na sua época. O que sempre acontece com grandes autores. E sofria de depressões,ou 'doença mental' como soía dizer-se na época. Daí ser ainda menos conceituado.

Um dos meus compositores favoritos.
beijo

Lune Fragmentos da noite com flores said...


Verdade, querida amiga Mariazita.

Há um tempo que nos deixa tranquilos e com vontade de partilhar pensamentos com os amigos. Há um tempo em que nos ausentamos, por vezes até de nós...

Mas sim, terrível é aqueles com quem nos habituamos a conviver na blogosfera, desaparecerem sem deixar rastos, uma palavra amiga.
E aqueles que perdemos porque 'partem'. Ficamos a saber por amigos/blogger comuns. Me deixam muita tristeza, sempre :-(

O Natal, sim, nos leva a toda essa nostalgia que leva a uma tristeza acentuada. Época de lembranças d'alma.

Mas, fico muito feliz em saber que tem por perto familiares e amigos que a amam muito e se preocupam com seu bem-estar. Que bom!

Nesta noite fria de Reis, agradeço sensibilizada. E retribuo votos de Bom Ano 2017!
Beijinho

Lune Fragmentos da noite com flores said...

Querida Suzete,

Penitenciando-me pela larga ausência, aqui estou nesta noite fria de Reis para agradecer seu comentário.

Srm dúvida. a vida é feita de impermanência(s). Vamos nesse exercício do aprendizado, em ciclos de renovação ou não, lutando com nosse âmago. Momentos há com um sorriso, momentos há com um desejo forte de dizer chega.

Ao olhar à nossa volta, logo nos arrependemos. Pessoas cruzam nosso caminho com problemas tão mais graves e que são gritos de Coragem.

Com igual carinho agradeço seus votos de Boas Festas. Retribuo de coração, lhe exprimindo meus votos de Bom Ano 2017!

Beijinhos