Wednesday, October 20, 2010

Tempo das palavras

Há um tempo para as palavras? Não sei! Este vídeo poema de José Luís Peixoto deixou-me introvertendo as palavras! É que em tantos momentos queremos falar e não abrimos as palavras com receio de importunar o outro. 


E na noite elas instalam-se baixinho, num doce toque dos lábios que se entreabrem só para... respirar.

Uma meditação sobre as palavras que se não ouvem 






sob o poema "Não há motivo para te importunar a meio da noite" de José Luís Peixoto.


Miosótis (pseudónimo)

fragmentos da noite com flores

20.10.10
Copyright ©2010-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®



10 comments:

Vanuza Pantaleão said...

Não via um vídeo tão sensível e com a temática do silêncio há muito tempo, Miosótis.
Parabéns e muito grata pela visita!
Um afetuoso abraço!!!

heretico said...

demasiado roido a sua volta. que me incomoda...

beijo

quicas" (joaquim do carmo) said...

Finalmente, aportei aqui - mais vale tarde que nunca, lá diz o ditado - a agradecer as suas simpáticas visita e palavras.
Vou continuar a visitar este cantinho, se me permitir, com o mesmo prazer que hoje senti, estou certo.
Abraço

Baila sem peso said...

A dúvida nas palavras na noite caladas...
um pesadelo ficarem escondidas
um desafio se forem escutadas...

bonito este vídeo...obrigada pela partilha

e obrigada também pelo abraço no meu cantinho, sorriso de Miosótis com um azul bem bonitinho (será mais violeta?!) :)

Bjitos

clic said...

Vim agradecer e retribuir a visita... em algumas palavras!... :)

Miosotis said...

... é um vídeo-poema interessante, Vanuza! Agradou-me!
E depois eu adoro a poesia de José Luís Peixoto!

Sempre um prazer lê-la em 'fragmentos'

Abraço amistoso,

Miosotis said...

... suponho que o barulho que te incomodou é sinónimo de solidão 'alerta' quase um grito que a sonoridade 'estridente' pretende realçar...

Um beijo 'Herético'!

Miosotis said...

não tem que agradecer 'Quicas'! Se deixei palavras sobre minha presença em seu espaço é porque me agradou :)

Foi um prazer! Espero voltar a lê-lo em 'fragmentos'

Um abraço,

Miosotis said...

... quantas palavras calamos, 'baila sem peso'! Por vezes um pesadelo! Outras vezes, porque elas só poderão ter significado para nós...

Foi um prazer! Sorriso de miosótis é mesmo azul :)

Um abraço,

Miosotis said...

... sensibilizada 'clic'!
Foi um prazer!