Monday, December 21, 2015

Solstício de Inverno... suspenso





Alex Ruiz’ tribute to Vincent ‪
‎FanArt‬
credits: Van Gogh Museum

Inverno ? Hoje foi dia mais curto do ano. Não diria. O sol esteve presente numa suave luminosidade. 

Natureza não sente pressa em recolher. Dias lindos, temperaturas primaveris. Apenas as noite arrefecem. Repentinamente. De temperatura que faz estremecer.

Falar de solstício de inverno é quase impossível. A natureza continua airosa, os pássaros saltitantes, as gaivotas desviadas da cidade. Mar tranquilo, cores luminosas. Tarde lindas. Passeios cálidos.

Quero fruir deste sol! Enquanto dura. Afasta-me a tristeza. Respiro a céu aberto.

O verde continua verde. Mais sereno, sim. As árvores menos nuas, ostentam ainda com vaidade alguma folhagem onde se soltam as cores mescladas de Outono.

Inspiro os raios de sol que enchem os espaços. Doce harmonia.

Não. O Inverno ainda não abriu seu manto gelado. E no entanto, a poeta fala de Solstício de Inverno.
 Maria Teresa Horta


Solstício de Inverno

Começo a juntar a fraca
claridade
dos dias demasiados curtos

e a sua gélida sombra
sobra entre os meus dedos

Mas eu teimo e sigo devagar
agasalhada de frio
ao encontro do sol mais a sul

Capricórnio – afirmam-me

Então as gralhas e os corvos
levantam voo da neve à minha frente
num fragor de gelo quebradiço

Inverno – digo em surdina

Esta é a geada do solstício
sei, sem no entanto entender
a sua respiração sustida

Trópico de Câncer – lembro

enquanto na esfera celeste
o sol num amplo movimento
atinge a sua maior inclinação

durante a noite tão longa

É então que chamo o meu amado
quem sabe perdido por entre
cardos, espinhos e lírios devastados

– “Vem para os meus braços!”

Clamo em vão, a procurar abrigo
na floresta onde fico
à espera entre as árvores

da vitória da luz sobre a escuridade

Maria Teresa Horta
22 Dezembro de 2015

in página oficial Facebook

Miosótis (pseudónimo)

fragmentos da noite com flores

21.12.2015
Copyright ©2015-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®

4 comments:

Suzete Brainer said...

Minha Querida,

Este teu espaço de arte, de pura emoção sublime da
poesia grandiosa e tuas causas justas são preciosas
para mim, fico feliz de te sentir uma mulher luminosa
e admirável e por isso, até expressar uma irmandade contigo,
poética e nas causas justas femininas e em geral...
Estou totalmente rendida a bela e magistral poética
da Maria Teresa Horta (e também sua história de posicionamentos...)!
Votos de feliz natal em família com harmonia, amor e paz!...
Beijinho.

heretico said...

beijo

votos de Feliz Natal

Lune Fragmentos da noite com flores said...

Querida Suzete,

Fico sem jeito com tantas palavras afectuosas que me diriges... este é um canto intimista que me serve de refúgio, em noites, mais conturbadas, em que a tristeza possa pairar.

Do outro lado deste espaço, o canto guerreiro das causas justas, dos alertas humanistas e/ou humanitários que sempre foram uma constante.

Digamos que é assim um recanto de vida pessoal, intimista, e vida humanista virada para os que sofrem, vítimas de um tempo conturbado que não se compadece com o bem estar humano... dos outros.

Felizmente há excepções, pequenos oásis que nos fazem sorrir, e continuar na senda dos afectos.
Fico feliz por saber que me acompanhas :-)

Maria Teresa Horta, passada a idade das grandes batalhas, necessárias, claramente, numa determina época, voltou à sua sensibilidade e ao dom natural de fazer poesia de sentimentos.
A sageza da idade ajuda...

Votos de un Novo Ano de muito carinho.
Beijinhos

Lune Fragmentos da noite com flores said...

Votos de um Excelente Ano 2016, repleto de muita inspiração poética! Sabes, como gosto.

Beijo, Herético