Saturday, February 19, 2011

Apartamento de Paul Verlaine à venda, agora museu




Paul Verlaine (1844-1896)
Henri Fantin-Latour (détail). (c)AFP

A vous ces vers de par la grâce consolante 
De vos grands yeux où rit et pleure un rêve doux,
De par votre âme pure et toute bonne, à vous 
Ces vers du fond de ma détresse violente. (...)

Paul Verlaine, À une femme

A Association des Amis de Paul Verlaine lançou uma subscrição internacional para poder adquirir o apartamento onde nasceu o poeta e criar uma casa museu dedicada à sua obra.

"Nous apprenons que l'appartement où est né Paul Verlaine à Metz est en vente. Nous lançons donc un appel à votre générosité afin de recueillir des fonds pour acquérir ce bien et créer un lieu littéraire consacré à la mémoire de ce Grand Homme de lettres et à la Poésie dans sa ville natale. Face à l’urgence de la situation, il nous faut réagir très rapidement afin de recueillir 300.000 €..."





Casa Paul Verlaine, Metz

Paul-Marie Verlaine, filho de militar, nasceu em Metz  por um «hasard de garnison» como o autor escreveu na sua obra "Souvenirs d'un messin". 

Mas, Verlaine é uma referência profunda nesta cidade que o poeta conheceu durante a sua infância. 

Proclamava-se francês, de Lorraine nascido em Metz, quando a anexão da Alsace e de Moselle foi decretada depois da guerra de 1870. 

Mal imaginava Paul Verlaine que a sua poesia iluminaria o mundo inteiro e que  "les sanglots longs de l'automne" se tornaria o hino de libertação dos povos, no momento histórico do desembarque de 1944.

(tradução livre)

A vous ces vers de par la grâce consolante 
De vos grands yeux où rit et pleure un rêve doux,
De par votre âme pure et toute bonne, à vous 
Ces vers du fond de ma détresse violente. (...)

Paul Verlaine, Le piano que baise une main frêle

Não deixe de visitar o sítio Association des Amis de Paul Verlaine aqui



Casa de Paul Verlaine (interior)

Depois, da acção cívica e cultural da  Association des Amis de Verlaine, em 2011, a casa foi resgatada com o apoio de um mecenas.

Hoje, recuperado todo o edifício, é uma linda casa museu aberta ao público.

No 1° andar do 2 rue Haute-Pierre, podemos descobrir um grande apartamento, style bourgeois dos anos 1850, em Metz.



Paul Verlaine & Arthur Rimbaud
 in Le Coin de Table by Henri Fantin-Latour (1872)

"Chaque pièce est dédiée au souvenir du poète : les origines lorraines, l’enfance à Metz, les événements qui consacrent le poète tant à Metz qu’à Paris, sa jeunesse sous le second empire, la rencontre avec Arthur Rimbaud, l’œuvre de maturité, l’éclosion de sa renommée et la gloire posthume."

Verlaine é um dos poucos homens da literatura francesa que não tinha um lugar consagrado à sua obra.


O ano 2014 celebra o 170° aniversário do nascimento do poeta, mas também celebra o centenário do início da I Guerra Mundial 14-18.


Manuscrito de poema de Verlaine

"Poète incomparable qui représente à la perfection l’art poétique, il est devenu une légende dans les courants littéraires et artistiques du 19° siècle. Son œuvre  a traversé le 20° siècle dans une ferveur toujours entretenue."

Concordo muito com este texto sobre o poeta. Verlaine é um dos meus poetas preferidos da literatura francesa. Assim com Rimbaud. Sensibilidades extremas, poesias intemporais. Dois dos maiores da literatura mundial do século XIX.

A propósito de Paul Verlaine:

"Le cas est unique, exceptionnel, dans toute l’histoire de la littérature : avec des riens, avoir écrit des poèmes d’une luminosité éblouissante, d’une perfection inouïe dépassant les âges, et les modes…"

J B Baronian

Miosótis (pseudónimo)

fragmentos da noite com flores

19.02.2011
Copyright ©2011-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com® 

(actualizado em 10.05.2014

Licença Creative Commons

Referências: 

Lappartement natal de Paul Verlaine est à vendre
nouvelObs.com

Les Amis de Verlaine
http://www.amis-verlaine.net/


6 comments:

Vanuza Pantaleão said...

Oi, amiga!
Assisti um filme sobre Rimbaud e Verlaine há um mês atrás. Aquela vida louca e desregrada dos dois grandes malditos. Poetas de verdade...

Sobre o filme do Clint Eastwood, eu não o incluí porque queria deixá-lo para uma próxima oportunidade, mas foi oportuna a sua lembrança.

Tenha um ótimo final de semana, querida! Bjs

Virgínia do Carmo said...

Mais um excelente momento de partilha! Obrigada!

Terno beijinho

heretico said...

um referência cultural decisiva. bons os tempos em que era lido escolas

beijo

Miosotis said...

Baudelaire percursor do movimento 'simbolista' e associado à introdução da poesia moderna, juntamente com Walt Whitman. Baudelaire influenciou muitíssimo as artes plásticas do séc. XIX.

Verlaine está mais associado a Rimbaud e ao movimento 'parnasiano'.

Mas é interessante! Viveram na mesma época, a chamada 'época decadentista', andaram pelos caminhos do álcool, morreram os dois prematuramente... os 'poètes maudits'...

Apenas falei no último filme de Clint Eastwood, dado o seu post ter traçado uma listagem de filmes sobre a temática!

É sempre um prazer lê-la, cara Vanuza!

Uma óptima semana!
Um beijo,





3:04 PM, February 19, 2011

Miosotis said...

... muito obrigada por passar por aqui, Virgínia!

Tenho abordado temas menos intimistas, mas para os 'reescrever', é necessária uma vontade intrínseca...

Um beijo bem afectuoso,

Miosotis said...

... suponho que ainda é lido nas escolas, 'Herético'! Mas quem segue estudos francófonos, é obrigatório! Faz parte de uma época muito importante da literatura francesa do séc. XIX!

O problema é que, actualmente, são poucos os jovens que escolhem essa via linguística! O inglês impôs-se...

Beijo amistoso
(sensibilizada pela presença)