Thursday, February 25, 2016

David Bowie : sons de afectos




BRITs Awards 2016
David Bowie tribute

Na noite chuvosa que soa bem perto, aqui onde escrevo, não canso de ouvir, Lorde no seu tributo a David Bowieontem à noite nos BRITs Awards 2016.

Há sons e vozes que tocam a nossa sensibilidade de forma singular. Elevam-nos do quotidiano predador, e nos lançam na busca de outras paisagens. Mais rasgadas. Mexem com as diferentes tonalidades da alma! Vozes que me chamam para diferentes viagens, de sonhos, de outras cores.

Tenho sons dos mais variados, sem fronteiras musicais. Há música, para momentos dispersos, vozes para íntimos olhares. Batem-nos em cheio. A emotividade intimista esvoaça. E a alma se apazigua. É a Alma em toda a essencialidade! É a eternidade! É a espiritualidade! 






BRITs Awards 2016
David Bowie tribute


David Bowie é uma dessas vozes. Asociada à imagética esfuziante, um artista assim, não morre. Continua em nós.

Mas ontem, alguns músicos que o acompanharam, reuniram-se para tocar grandes temas, num medley belíssimo que incluiu trechos de videoclipes de Space OddityAshes to Ashes e Heroes, entre outros.

Seguido da entrada da neozelandesa Lorde. Esta interpretou ao seu jeito, naquele timbre de voz grave, Life On Mars

Um cenário visual intenso que se centrou na figura de David Bowie, a versão de Lorde, de uma música escrita 35 anos antes de ela ter nascido, agradou a muitos de nós. Quase em recolhimento. 




BRITs Awards 2016
David Bowie tribute

"Com sua voz suave, misteriosa, a cantora neozelandesa de 19 anos fez, basicamente, o planeta parar de girar para se envolver na luz vermelha que tomou conta do palco e se entregar à hipnose de sua apresentação."



BRITs Awards 2016
David Bowie tribute


Não foi uma homenagem qualquer. Os amigos, os admiradores comoveram-se. E Lorde arrepiou muitos dos que a ouviram ao vivo. De imediato, nas redes sociais e nos media a gravação correu mundo.





David Bowie teve o tributo que merecia nos BRITs Awards 2016. Pelas vozes de Annie LennoxGary Oldman, e Lorde, acompanhada pelos músicos Mike Garson, Sterling Campbell, Earl Slick, Gail Ann Dorsey, Gerry Leonard e Catherine Russell, que tocaram com o cantor muitos anos.

Hoje, a alma pediu-me David Bowie. O despoletar de emoções, o explodir dos afectos.

"We can be heroes
just for one day"

David Bowie, Heroes


Miosótis (pseudónimo)

25.02.2016
Copyright ©2016-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®

Monday, February 08, 2016

Feliz e aupicioso Ano Novo Lunar : tradições






Ano do Macaco de Fogo
créditos: Wang Haibin/ZUMA Press/Corbis
Começou hoje o Ano Novo Lunar. O Novo Ano, regido pela lua, encerra uma grande carga simbólica, pelo que dele fazem parte elementos com profundo significado. 

Um exemplo é o caracter fú (em chinês ) que significa bênção, felicidade. 

Este caracter é, com frequência, colocado nas entradas das casas, em vermelho, sendo usualmente pendurado de cabeça para baixo. 

O Novo Ano Lunar vem sob o signo do Macaco de Fogo. Promete trazer emoções fortes e mudanças repentinas. 

Curioso, inteligente e amigável, estas são algumas das características do Macaco no horóscopo chinês. 
Segundo li, o período regido pelo Macaco de Fogo é de muita sorte, boas energias, boas oportunidades a quem planta o bem. 

Símbolo chinês do Macaco

O Macaco de Fogo é justo e cumpre o que está traçado na vida das pessoas. Logo, é necessário termos cuidado com o que andámos a plantar. 

Celebra-se a Festa da Primavera ou Festa das Lanternas. As festividades começam hoje e prolongam-se por quinze dias. 

Elementos ancestrais estão ligados a esta celebração.

A antiga tradição da Árvore dos Desejos, sinónima de boa sorte e fortuna. Diz a lenda que pendurar suas esperanças para o novo ano na árvore dos desejos, é incentivar que nossos sonhos se tornem realidade.

A cor vermelha é uma constante nas celebrações Novo Ano Lunar. É uma cor vibrante, traz sorte, afugenta os espíritos malignos. 

Os chineses e outros povos orientais acreditam que a cor vermelha afugenta os espíritos malignos e a má sorte e, por isso, escrevem poemas e mensagens em papéis vermelhos e colocam em diferentes partes da casa. 



Lanternas vermelhas
creditos: Feng Li/Getty Images

Também as lanternas vermelhas, símbolo maior da festa da Primavera, e os ornamentos doirados, cor que simboliza a riqueza e abundância. 

Com o vermelho, o doirado é também usado nesta altura do ano, na esperança de que o novo ano traga riqueza, sorte, esperança e abundância de comida e dinheiro. 



Golden silver 2016

visita aos templos, é o momento de recolhimento e fé. Incensos gigantes são queimados, acompanhando as orações, pedidos de boa sorte e agradecimentos aos deuses. 

Séculos de existência, inúmeros mitos e tradições, esta é a mais longa e importante festividade do calendário lunar chinês. 

Tudo isto encerra uma certa mística que respeito. Gosto de tradições milenares que a sabedoria oriental encerra.

Os rituais são gestos que aprecio. Pratico alguns. Luzes, aromas,  incensos, preces de silêncio.

Novo Ano Lunar com energias muito auspiciosas acaba de chegar

De lanterna apagada
estrelas frescas
deslizam pela janela.

Natsume Sôseki
in Haiku Uma Antologia

Miosótis (pseudónimo)

08.02.2016
Copyright ©2016-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®

Wednesday, February 03, 2016

Norman Rockwell 1894-1978






Auto-retrato Norman Rockwell, 1953

"I'll never have enough time to paint all the pictures I'd like to."
Norman Rockwell

Norman Rockwell nasceu a 3 de Fevereiro de 1894. Trabalhou no The Saturday Evening Post ao longo de mais de 40 anos.É dos mais célebres ilustradores norte-americanos do séc. XX. Ficou conhecido pela visão quase sempre optimista do quotidiano da América.




Saying Grace, 1951




The runaway, 1958



The Prom Dress, 1949




Football Hero, 1955




After the Prom, 1957


No entanto, Rockwell empenhou-se em causas sociais, tais como liberdade de expressão, e direitos civis. Rockwell representou a cultura norte-americana por quase todo o século XX.




Freedom of Speach, 1943




The Problem We All Live With,1964



Breakfast Table Political Argument, 1948
A fotografia era um ponto de partida para a sua imaginação. Pertence-lhe a arte de todas as cenas retratadas. Rockwell esboçava a foto, dirigia os actores, coordenava o cenário. O fotógrafo apenas fazia a foto. 

Se isso não basta como argumento para provar um talento extraordinário e não uma deficiência, lembremos grandes pintores que usaram a fotografia para chegar às sua obrasliares: Edgar Degas, Thomas Eakins ou Edvard Munch, por exemplo.



Rockwell at The Saturday Evening Post

O "Ilustrador mais amado da América". No entanto, Norman Rockwell foi desprezado por uma geração de críticos que o consideraram 'inimigo da arte'.

Em vida, Rockwell criou o seu próprio museu Norman Rockwell Museum.




Actualmente a sua arte é bem reconhecida e valorizada. Segundo Elisabeth Goldberg, " Norman Rockwell é para a pintura americana o que Wharhol é para arte contemporânea."

Vale a pena visitar a galeria dedicada a Norman Rockwell em Google Culture Institute.


Independentemente do que se possa julgar da arte dos outros, cada um sente a arte que vê com a sua própria sensibilidade. A arte não deve ser julgada mas sentida. Eu gosto do que Norman Rockwell criou.




Triple Self-Portrait, 1960

"Some people have been kind enough to call me a fine artist. I've always called myself an illustrator. I'm not sure what the difference is. All I know is that whatever type of work I do, I try to give it my very best. Art has been my life."

Norman Rockwell

Miosótis (pseudónimo)

fragmentos da noite com flores

03. 02.2016
Copyright ©2016-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®