Tuesday, September 30, 2008

Dia Mundial da Música 2008



Daniel Camacho (?)
olhares.com



É como se tivesses mãos ou garras
milhões de dedos brancos infinitos
É como se tivesses também asas
libertas do minério dos sentidos
É como se nos píncaros pairasses
quando nas nossas veias é que vives
É como se te abrisses - ó terraço
rodeado de abutres e raízes -
sobre o perene pânico dos astros
sobre a constante insónia dos abismos
E é como se te abrisses e fechasses
sobre a ante-palavra do Espírito (...)


David Mourão-Ferreira, Ode à Música, I
Imprensa Nacional-Casa da Moeda



Miosótis (pseudónimo)

fragmentos da noite em tonalidades soltas de infinito

01.09.2008

Copyright ©2008-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®  



Saturday, September 13, 2008

Aritmética Emocional




Poster Emotional Arithmetic

www.emotional-arithmetic



"Il y a quelques temps, le polémique historien français Pierre Nora a proclamé que la raison pour laquelle nous parlons tant de mémoire est que celle-ci a disparu."

Talvez porque o final da tarde trouxesse aromas outonais... decidi um destes dias procurar uma sala de cinema mais aconchegante, tipo estúdio. Seleccionei Aritmética Emocional por considerar que reunia factores que me agradariam, e entrei!




Emotional Arithmetic
www.emotional-arithmetic


O filme baseado na obra com o mesmo nome de Matt Cohan (1990) tem como actores Susan Sarandon, Christopher Plummer e uma referência inesquecível da filmografia de Ingmar Bergman, Mark von Sydow!



Emotional Arithmetic
www.emotional-arithmetic



Deixei-me surpreender pelas primeiras imagens, bem ao estilo de Ingmar Bergman! A mesma luminosidade, os tons quentes e outonais, o mesmo intimismo.


E quando a câmara se aproximou dos actores, pressenti que os diálogos seriam a atmosfera central da narrativa. O que me agrada profundamente!


Mark von Sydow & Susan Sarandon

Emotional Arithmetic
www.emotional-arithmetic



Em 1945, Jakob Bronski, um jovem detido num campo de concentração, acolhe e protege duas crianças recém-chegadas: Melanie e Christopher. Dadas as circunstâncias, os três ficam unidos por um forte laço de amizade...

Cinecartaz

Apesar de imaginarmos que tudo se possa centrar em Jakob Bronski, é Melanie que dá voz às memórias dos três sobreviventes de Drancy, um campo de concentração nazi, nos arredores de Paris, interligados pela fusão de sentimentos e vivências do passado, e do modo como vivem após tão dolorosa experiência!


Melanie dá, no início, uma sensação de equilíbrio emocional, logo desvanecida num close-up do seu olhar frágil projectado no espelho.


Seguimo-la então ao longo de toda a narrativa cinematográfica, numa evolução dilacerada de reacções-emoções, confrontada com a presença dos amigos, no ambiente familiar e no mundo de que se fez rodear.


Há quem aponte limitações ao realizador Paolo Barzman! Não sei se o livro poderia ou não levar mais longe a narrativa cinematográfica, dado que não o li, mas considero que a adaptação de uma obra literária é sempre um possível olhar!

Outros dirão que o filme aponta demasiadas pistas que depois não são devidamente explanadas.

Na minha leitura, sou levada a pensar que a intenção de Barzman era mesmo a de centralizar a sua obra na relação humana apoiada nas memórias dos três amigos, deixando ao espectador subtis margens para a recriação de possíveis conclusões.

Suponho que não pretendeu apresentar um olhar aprofundado dos factos históricos que sustentam a narrativa e sim uma singela homenagem. No final, depois da apresentação do número de vítimas do campo de Drancy, Barzman dedica a sua obra a alguém cujo nome aparece escrito no ecrã!

Afinal, não se pode exigir que um realizador seja perfeito logo no início de carreira! Este é o segundo filme de Barzman mas que obteve as honras de fechar a Gala do Festival Internacional de Cinema de Toronto em 2007.





Eu gostei! É suficientemente envolvente, e a interpretação de Susan Sarandon é fabulosa!

"Profoundly moving. Sarandon delivers an outstanding performance."


Reel Talk Reviews


Miosótis (pseudónimo)


fragmentos em noite outonal


13.09.2008
Copyright ©2006-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®  


Licença Creative Commons



Wednesday, September 10, 2008

Memória : 11 Setembro 2001






AP Photo/Mark Lennihan
Memorial 11.09.2008
http://cdn.theatlantic.com/





AP Photo/National September 11 Memorial & Museum, 
Squared Design Lab
http://images.huffingtonpost.com/





REUTERS/Shannon Stapleton (United States)
www.news.yahoo.com/



"A borboleta continuará a pairar sobre o campo e as gotas de orvalho ainda brilharão sobre a relva quando as pirâmides do Egipto estiverem destruídas e não mais existirem os arranha-céus de Nova York."

Gibran Kahlil (1883-1931)

tributo emocionado por todos os que partiram.

Miosótis (pseudónimo)

fragmentos da noite com flores

11.09.2008
Copyright ©2008-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®