Saturday, July 21, 2007

Time




A Roda da Fortuna (Tarôt)
David McKean

http://www.mckean-art.co.uk



Pergunto o que é o segredo da vida, se
é que a vida tem algum segredo. pelo
menos, quando se pergunta, é porque se
sabe que nem tudo se pode saber. [...]


Nuno Júdice, Cartografia de Emoções, Publicações Dom Quixote, 2001


Dois anos se passaram desde que poisei as primeiras palavras, timidamente, neste espaço, em jeito de fragmentos ténues e esquivos.



Havia pouco mudara para esta casa. Mais alegre, mais ensolarada, mais horizonte, mais céu! E carregava tanta utopia!


As nuvens desciam, e esvoaçavam sobre os telhados altos. Nos entardeceres ou noites cálidas, eu me debruçava sobre esta mesa, de frente para o Universo, e numa descuidada harmonia, luminosamente rosa-alaranjado ou solitariamente azul-rei, eu escrevia fragmentos meus, sob uma lua brilhante e cúmplice, encostada ou batendo nos vidros com seu brilho cor de prata.


Como hoje! A lua desprende-se das sombras que filtram seus raios e vem silenciosamente poisar-se do lado esquerdo, sob meu ombro. Por vezes páro, abro a janela e deixo que a aragem me toque, me faça respirar profundamente, sentidamente.

Comigo estão, quando me solto dos afazeres, das tormentas, das alegrias também, meus pequenos prazeres, meus companheiros, os livros, a música, os pouco amigos, a família.



Ao longo destes dois anos, tal Roda da Fortuna, foram rolando momentos lindos, tempos difíceis, encantos e desencantos. E, por aqui circularam pessoas, seres sensíveis que me tocaram pelo olhar poisado, em ternos sentires, amistosas palavras, cúmplices afectos.


A todos agradeço do âmago de minh'alma, a companhia silenciosa, nas noites de harmonias, contradições, sintonias, em pétalas dos sete perfumes esparsas em singelo gesto.


Se o amor se espargisse como o aroma do jasmim, como este mundo seria diferente, já que tão falto de carinho e compaixão anda!


Ramiro Calle, O Livro do Amor, A esfera dos livros, Janeiro 2007, 1ª edição


Miosótis (pseudónimo)

fragmentos da noite
 Time Pink Floyd Live 1994

21.07.2007

Copyright ©2007-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®  

  Licença Creative Commons

Wednesday, July 18, 2007

Em tons de azul...perdida



Millenium Skiva (bailado)Fotografia: Timothy A. Dary/AFP 2007

http://news.yahoo.com/photos

Apenas para partilhar o poema da canção que neste momento deixa um travo de intemporalidade em minh'alma...


Lost
I can't believe it's over
I watched the whole thing fall

And I never saw the writing that was on the wall

If I'd only knew

The days were slipping past

That the good things never last

That you were crying


Summer turned to winter

And the snow it turned to rain

And the rain turned into tears upon your face

I hardly recognized the girl you are today

And god I hope it's not too late

It's not too late

'Cause you are not alone

I'm always there with you

And we'll get lost together

Till the light comes pouring through

'Cause when you feel like you're done

And the darkness has won
Babe, you're not lost
When your worlds crashing down

And you can't bear the thought

I said, babe, you're not lost

Life can show no mercy

It can tear your soul apart

It can make you feel like you've gone crazy

But you're not

Things have seem to changed

There's one thing that's still the same

In my heart you have remained

And we can fly fly fly away

'Cause you are not alone

And I am there with you

And we'll get lost together

Till the light comes pouring through

'Cause when you feel like you're done

And the darkness has won

Babe, you're not lost

When the worlds crashing down

And you can not bear to crawl
I said, baby, you're not lost
I said, baby, you're not lost

I said, baby, you're not lost

I said, baby, you're not lost




Michael Bublé, Lost em tons azuis de fundo, fragmentos de final de tarde tão igual a tantos outros...

Miosótis (pseudónimo)

18.07.2007



Copyright ©2007-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®  

  Licença Creative Commons



Friday, July 13, 2007

Do amor





Dreaming | Dave McKean

http://www.mckean-art.co.uk/


do amor

Casta e fabulosa a lua

Estampada na vidraça.

De sentinela na rua,

Só o silêncio que passa.(...)


Natália Correia, Rio de Nuvens III, 1947




De que é feito o amor...

Em amor, não há que perguntar sobre o amor!
Ninguém sabe falar de amor, pois amor não é dizível!

O amor é uma experiência insondável.


Espalhado nos ventos do ser

esvoaça em ondas de sentires secretos,

no cume de sedosas imateriais nuvens

enrola-se em cadenciados pensamentos.


Olhares secretos pudicamente resguardados

estremecimentos vagos de fins de tarde

horas de abandonos

pétalas poisando

em sonhos que depomos além.


E por estranha magia

rostos sorriem

às manhãs inundadas de sol

iluminando olhos e lábios.


Vozes escutadas em eco
risos ternos encantos


sussurros de búzios

fragrâncias de maresias

dores de brandos prantos

recordações glamorosas

em noites de lua macia.


Os poetas lançam palavras possíveis!



Há que seguir o leve ondular da dor e da alegria,

pois o Amor é para sentir!


Miosótis (pseudónimo)
Autora
Se possível é falar de amor...
13.07.2007

fragmentos da noite com amores suspensos de um sonho adiado, Everything, Michael Buble, respondendo a Art em tons de suave amizade

Copyright ©2007-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®  

  Licença Creative Commons 

Monday, July 02, 2007

Maravilhas do Património Mundial - Unesco




Opera House de Sydney | Australia
Imagem: Stefan Hoeh | Unesco 2007
http://portal.unesco.org




The sun did not know how beautiful its light was, until it was reflected off this building

Louis Khan

A Unesco inseriu vinte e dois novos sítios e monumentos na lista do Património Mundial (2007).

Entre todos, seleccionei a
Opera House de Sydney por considerá-la uma das mais elegantes e arrojadas obras da arquitectura contemporânea mundial.


Mais fascinada fiquei, desde que assisti ao excelente programa musical que a RT2 transmitiu há pouco mais de uma semana.

O admirável e talentoso trabalho que a direcção da
Opera House desenvolve na área da Sinfónica de Sydney, acompanhada dos bastidores aos concertos, deixou-me encantada, pela qualidade e enaltecedora profundidade da música erudita que lá se pratica. 


E, numa visita à sua
 programação, fica-se extasiado pela diversidade e vastos conceitos do que deve ser uma Casa da Música!

Mas voltemos aos factos. E, a propósito, quero referir as Sete Maravilhas da Antiguidade


São sem dúvida belíssimas e nada poderá substitui-las ou torná-las menos admiradas. A lista oficial data do século VI d.C.

No entanto, a arte e o seu conceito evolui com a passagem dos séculos e novos monumentos ou obras naturais vieram enriquecer, com muita dignidade, esta listagem.

À Fundação
New 7 Wonders se deve a ideia da nomeação das "Novas Sete Maravilhas"!


Esta perspectiva de 'novas' gerou alguma polémica! A
Unesco demarcou-se da iniciativa mediática por considerar que poderia confundir os domínios de protecção do património mundial ligados à ciência e à educação.

Concordo com esta separação! O mediatismo nem sempre tem notação de qualidade. Numa leitura precipitada, as pessoas poderão pensar que se trata da eleição de novas maravilhas.

Apesar dos contras, o objectivo
Bernard Weber é bastante válido! Com parte dos fundos arrecadados, grandes marcos da História da Humanidade em risco poderão ser recuperados. E ficarão mais próximos do conhecimento de muitos.

A selecção oficial foi feita por sete especialistas, com base em vinte e um monumentos, considerados pela Unesco como património mundial.

No próximo dia 7 de Julho de 2007, serão eleitos pelos cidadãos de todo o mundo as Novas Sete Maravilhas. A cerimónia terá lugar em
Lisboa.


Não vou dizer que confie no sentido científico e estético da votação final feita online! Dependerá sobretudo do envolvimento da população de cada um dos países envolvidos e dos seus governos.


Portugal não investiu praticamente nesta oportunidade! No entanto, a nível nacional, e com o apoio do Ministério da Cultura, está em votação via internet ou sms a selecção de
Os Mais Belos Monumentos Portugueses

Não deixe de apreciar a beleza arquitectónica de vinte e um esplendorosos monumentos protuguesese. E detenha-se no nosso panorama histórico em As 7 Maravilhas de Portugal

([...)
O que o homem lembra, em frente do fogo, tem o brilho
da chama que se vai tornar cinza, no fim da noite (...)

Nuno Júdice, O inventor de histórias, 2001



Miosótis (pseudónimo)


03.07.2007
Copyright ©2007-fragmentosdanoitecomflores Blog, fragmentosdanoitecomflores.blogspot.com®

Licença Creative Commons

Que a Cris me perdoe a dificuldade e a morosidade em responder ao seu amistoso e delicado voto de "7 Maravilhas da Blogosfera"

Muito sensibilizada me deixa com a sua dedicada atenção!